SAÚDE 

Coceira na vagina: quando pode ser DST?

Qualquer tipo de coceira causa incômodo. O que dizer, então, na região tão íntima que é a vagina? Antes de mais nada, é preciso saber os motivos, é necessário procurar um médico para conhecer os melhores tratamentos para cada caso. Conheça as principais razões da coceira na vagina.

Higiene-intima-femenina-natural-3

Doenças sexualmente transmissíveis

Clamídia, herpes, tricomoníase e gonorreia são algumas das DSTs que podem provocar coceira na vagina. É possível ainda identificar o problema como uma condição causada por uma relação íntima quando, além da simples coceira, a mulher sente ardência ao urinar, formigamento, feridas, dores no ato sexual e corrimento com cheiro ruim. Buscar ajuda médica é essencial para tratar corretamente o problema.

Alergia

Absorvente, sabonete íntimo, gel lubrificante, látex da camisinha e até mesmo brinquedos eróticos são alguns dos fatores capazes de provocar uma reação alérgica e, consequentemente, coceira na área íntima da mulher.

Maus hábitos

Depilar totalmente os pelos pubianos, vestir roupas muito justas e grossas, usar calcinhas de tecidos sintéticos e não de algodão e passar hidratante na região são os hábitos que também podem provocar coceiras e desconforto na vagina.

Higiene íntima

A causa mais comum da coceira na vagina é a limpeza inadequada da região. Excesso de lavagem, duchas, aplicação de cremes e perfumes são ainda procedimentos que podem provocar o incômodo. A vagina possui um sistema de autolimpeza e não exige grandes processos. Apenas água e sabão neutro é o suficiente para higienização plena.

saiba antes via instagram @amaisinfluente