4.0 // ENTRETENIMENTO4.1 // ARTE & CULTURA 

Espaço cultural apresenta exposição “Ícones de Hollywood”

Retratos e imagens de cenas registradas durante a era de ouro do cinema americano integram a mostra Ícones de HollywoodFotografias da Fundação John Kobal, no Espaço Cultural Porto Seguro.  A visitação é gratuita e sempre a partir das 10h.

A exposição, com curadoria de Robert Dance e Simon Crocker, é composta por fotografias da Fundação John Kobal, um grande colecionador de fotos de clássicos do cinema – e revela momentos e personagens inesquecíveis de Hollywood e seus filmes, captados por fotógrafos atuantes nos bastidores da maior indústria do cinema, em seu período áureo.

Com 161 fotos de mais de 40 fotógrafos, das décadas de 1920 a 1960, as imagens trazem um recorte histórico sobre como muitos filmes foram eternizados. A visitação acontece em ordem cronológica, a começar pelas lendas do cinema mudo, Charlie Chaplin e Mary Pickford, continuando com performers dos primórdios do cinema falado, como Marlene Dietrich e Cary Grant, e encerrando com expoentes do pós-guerra, como Marlon Brando, Sophia Loren e Marcello Mastroianni.

Ícones de Hollywood Fotografias da Fundação John Kobal apresenta autores de retratos e imagens de cena tardiamente reconhecidos, que trabalharam silenciosamente nos bastidores, mas cujas fotografias foram fundamentais para a criação de estrelas e a promoção de filmes. As incontáveis imagens distribuídas pelos estúdios de Hollywood, ao longo de toda sua era de ouro, eram obras de artistas que trabalhavam de forma rápida, eficaz e frequentemente brilhante para promover o estilo hollywoodiano. São imagens de cena oriundas de estúdios como MGM, Paramount, Warner Brothers, Columbia, 20th Century Fox, Universal, RKO e United Artists.

A mostra apresenta fotografias de nomes como Ernest Bachrach (1899-1973) – mais conhecido por seus retratos de Katharine Hepburn; John Miehle (1902-1952) – responsável pela maioria das fotos de Fred Astaire e Ginger Rogers dançando em cena aberta; Ted Allan (1910-1993) – apelidado de “Rembrandt”, fotografou a maioria das estrelas do estúdio MGM; sua contribuição mais importante foi com a atriz e sex-simbol Jean Harlow, quando, ao contrario de George Hurrell (1904-1992), minimizou sua sensualidade realçando a sua beleza; John Engstead (1909-1983) – fez o retrato de Marlon Brando para Um Bonde Chamado Desejo (1951) e foi o fotógrafo exclusivo de Marlene Dietrich quando iniciou sua carreira musical; Robert Coburn (1900-1990) – fotografou todas as imagens de cena de King Kong (1933), muitas das quais feitas a partir de miniaturas; e a única fotógrafa da exposição, Ruth Harriet Louise (1903-1940) – a primeira a ter uma carreira significativa em Hollywood, trabalhando com as “novatas” Joan Crawford e Greta Garbo, ajudando a criar as imagens que definiram essas atrizes como estrelas.

Veja algumas fotografias da exposição:

Fotos: Divulgação

saiba antes via instagram @amaisinfluente