8.0 // MAIS NOTÍCIAS8.3 // DENISE PRADO 

Reflexões Lisboeta

Acordei hoje com uma sensação de leveza, misturada com saudade, e sei que tem a ver com o fato de estar aqui após dois anos do retorno ao Brasil.

Estou leve, porque o meu aprendizado foi intenso e mesmo sabendo que ainda estou no processo a que me propus. Agora entendo quem sou, sei que posso me transformar e só depende de mim. Esse sentimento reafirma o que eu já intuía e por isso vim pra cá, encontrar essa conexão, essa espiritualidade da Era de Aquário.

O reencontro com a linda família cósmica que escolhi. Amigos que me acompanharam, que a cada dia enviaram palavras de estimulo e amor, esses amigos sinceros que continuam vibrando pela minha trajetória, pela minha escolha.

Aqui me deparo com o amor incondicional que encontrei nas pessoas que fui conhecendo nessa minha jornada,  a disponibilidade dos amigos que o universo foi colocando dia após dia no meu caminho, a linha do comboio que pego pra lá e pra cá, com uma vista linda do mar. Os portugueses, com seu jeito próprio de mostrar timidamente o carinho e admiração que sentem por nós, me faz um quentinho no peito de alegria antecipada.

Sou grata por estar aqui e tenho mesmo a sensação que pertenço a esse País e a essa Cidade, ando pelas ruas de Lisboa como se sempre tivesse vivido aqui.

Gosto de caminhar sobre as calçadas portuguesas, parar e observar cada monumento, cada prédio com sua história, olhar as roupas penduradas e ficar imaginando quem as veste, qual história de vida tem a pessoa por trás daquela roupa. Adoro sentar em um café e ficar contemplando a vida passar no ir e vir das diversas línguas faladas, nos diversos estilos, como uma grande passarela.

A luz da cidade com um céu azul e o Tejo que encontra o Oceano virando poesia pura, provocando encantamento.

Sabia que iria voltar! Aqui estou, entregue, como o Mestre falou para estar: boiando e deixando a vida se apresentar na Mais Influente inspiração!

saiba antes via instagram @amaisinfluente