3.0 // MANUAL3.2 // CORPO 

Xô, inchaço: 10 dicas práticas para contornar o problema das pernas e pés durante o verão

Se você chega ao fim do dia com marcas de pressão de meias ou sapatos, é sinal de que a sua circulação não está funcionando como deveria.

Especialmente nos dias quentes, o aumento de calor leva à vasodilatação das veias como alternativa para ajudar o corpo a resfriar e, assim, a retornar à sua temperatura ideal. Em consequência do extravasamento de líquidos, o inchaço aparece deixando sinais nas pernas e pés, que ficam marcados. “É nessa fase do ano também que ocorre alteração na pressão arterial, que geralmente fica mais baixa. Com isso, consumimos mais sal, o que contribui consideravelmente para a retenção de líquidos”, destaca Dra Rebeca Nadaluti, farmacêutica especialista em cosméticos da Legrand.

A boa notícia é que pequenas mudanças de hábito nessa fase do ano podem colaborar para a redução do inchaço. Confira a seguir as sugestões da Dra Rebeca Nadaluti para contornar o problema e exibir pernas lindas no verão:

  • Evite ficar parado na mesma posição
    Seja em pé ou sentado, permanecer na mesma posição por muito tempo prejudica a anatomia das veias, dificultando o retorno venoso. “Ficar muito tempo de pé durante o dia ou passar várias horas sentado, especialmente com as pernas cruzadas, dificulta o trabalho das veias das pernas para transportar o sangue de volta para o coração. Por isso, o sangue acumula nas pernas, aumentando o inchaço durante o dia”, explica a médica.
  • Consuma sal moderadamente
    Quanto mais sal existir no seu sangue, mais água seu corpo vai reter. Atenção redobrada com o consumo de alimentos diet, como os refrigerantes, pois têm alto teor de sódio. Ou seja, nos dias em que estiver inchada, prefira tomar água e chá.
  • Atenção aos calçados
    Um salto de aproximadamente 3 cm favorece o movimento do pé ao caminhar, o que ajuda no bombeamento do sangue de volta das pernas para o coração.
  • De olho na ingestão de água
    Beber água é fundamental. Invista na hidratação ao primeiro sinal de sede ou quando notar que a urina está com coloração amarela escura para não sobrecarregar os rins.
  • Abaixo ao sedentarismo
    Atividades como caminhar, pedalar, nadar ou subir escadas ajudam a evitar o acúmulo de líquidos. “Elas promovem contração e relaxamento da musculatura da panturrilha, favorecendo o retorno venoso”, comenta a especialista.
  • Invista em uma alimentação balanceada
    Alimentos artificiais possuem muito sódio e poucas vitaminas, o que aumenta a fragilidade das paredes dos vasos sanguíneos, contribuindo para a retenção de líquido no corpo.
  • Lance mão de cosméticos específicos
    Cosméticos com ativos como arnica e a castanha-da-Índia ativam a circulação sanguínea, aumentam a resistência dos vasos sanguíneos, reduzindo sua permeabilidade. “Eles agem na reabsorção do excesso de líquido do meio intercelular através do aumento da atividade da circulação linfática, diminuindo o inchaço e o desconforto”.
  • Tratamentos coadjuvantes
    Massagem nas pernas com cosméticos para drenagem linfática funcionam para diminuir o inchaço e os sintomas decorrentes deles. Cosméticos com aplicador como os da marca Everbe facilitam a aplicação ao mesmo tempo que promovem uma massagem local.
  • Cuidado ao viajar
    No avião, estique as pernas e levante para caminhar sempre que possível. Ao conduzir um veículo, pare para fazer alongamentos e andar.
  • Escolha bem o que vestir
    No dia a dia, evite o uso de roupas restritivas ou ligas em torno das suas coxas para não comprometer a microcirculação local.

Foto: Reprodução

saiba antes via instagram @amaisinfluente