0.0 // GERAL 

Brasileiras relatam histórias sobre machismo na Europa

Assédio e violência sexual são as principais preocupações de mulheres em todo o mundo. É o que aponta uma pesquisa sobre a percepção de 20 mil entrevistados em 27 países em relação aos problemas enfrentados pelas mulheres, divulgada neste mês.

Realizado pelo instituto de pesquisa Ipsos, o estudo apontou como uma percepção geral das mulheres de diferentes culturas o fato de que denúncias de casos de abuso sexual são ignoradas pela sociedade.

O instituto elencou os principais problemas apontados em cada país. Enquanto violência física e sexual aparece em primeiro lugar no Brasil, a desigualdade salarial é o principal problema para mulheres de países europeus desenvolvidos, como Alemanha, Bélgica e Suécia.

Estudos e entrevistas

Para desmistificar a ideia de que o machismo existe somente nos países menos desenvolvidos, a DW Brasil entrevistou brasileiras que vivem em diferentes países da Europa.

Essas mulheres relataram desde abuso sexual a preconceito contra mulheres que tentam conciliar profissão e maternidade. Todas são de brasileiras de 21 a 52 anos que vivem há pelo menos um ano no continente europeu. Algumas das fontes preferiram não ter o sobrenome divulgado.

Os relatos comprovam que, por mais que existam países bem desenvolvidos, o machismo e a desigualdade de gênero está inserida em todas as culturas.

 

 

Foto: Reprodução

Fonte: DW Brasil

saiba antes via instagram @amaisinfluente