0.0 // GERAL 

Pesquisa mostra índice de preconceito no trabalho em SP

Duas em cada dez mulheres disseram já ter sofrido preconceito no ambiente de trabalho por ser mulher, segundo uma pesquisa da Rede Nossa São Paulo e do Ibope Inteligência.

Destas, o índice sobe para 35% no grupo das que possuem Ensino Superior, e para 32% nas que têm renda familiar acima de cinco salários mínimos.Já em relação ao assédio no dia-a-dia, o transporte coletivo lidera o número de ocorrências, seguido pelo ambiente de trabalho e depois os veículos de transporte particular.

A pesquisa também traz dados sobre mulheres com filhos. Das mães entrevistadas, 43% disseram que ficam mais com o filho do que a pessoa que cuida dele. E quase um terço, 27%, não possuem nenhum tipo de ajuda para dividir os cuidados do filho.

A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 27 de dezembro com 428 moradoras da cidade de São Paulo com 16 anos ou mais. A margem de erro é de cinco pontos percentuais, para mais ou para menos.

Em relação à escolaridade das entrevistadas, 34% estudaram até o Ensino Fundamental, 37% até o Ensino Médio e 29% possuem Ensino Superior.

Foto: Reprodução

Fonte: G1

saiba antes via instagram @amaisinfluente