3.0 // MANUAL 

O que vem por aí nos tratamentos de beleza

Robotic Drug Delivery – RDD

 Tecnologia exclusiva foi destaque no Meeting da Academia Americana de Dermatologia de San Diego

No último congresso da Academia Americana de Dermatologia realizado em fevereiro, em San Diego, Califórnia, foi ressaltado que a aplicação do laser ablativo, seria a maneira mais eficiente para realizar o drug delivery. Esta técnica facilita a entrada de ativos e potencializa sua ação, melhorando resultados. Costuma ser usada através do microagulhamento, mas foi mostrado que a aplicação do laser ablativo é mais eficiente.

Por meio desta técnica, há uma quebra da barreira natural da pele facilitando ainda mais a penetração de substâncias aplicadas nesta área, as quais atingiriam seus planos mais profundos, e consequentemente, resultando num efeito terapêutico mais efetivo dos princípios ativos nas camadas da pele.

Nesta proposta, a estação de lasers Fotona apresentou o Robotic Drug Delivery – RDD. Trata-se de um laser que é aplicado por meio da tecnologia robótica F-Runner. Esta técnica realiza o procedimento com micro pontos ablativos, com uma precisão impressionante e consegue estabelecer os microorifícios na pele com a profundidade micrometricamente regulada de maneira automatizada para atingir a profundidade desejada em cada tipo de tratamento.

Com isso, é possível tratar rugas, manchas, cicatrizes de acne, além de estimular a firmeza da pele, uma vez que também estimula colágeno.

Por ser ablativo, pode causar vermelhidão por uns dois dias. Mas o tratamento é praticamente indolor e o ideal é fazer três sessões, com intervalo de um mês cada uma. O resultado é uma pele mais jovem, com menos marcas e ruguinhas.

Laser Fotona:
Aparelho que combina dois tipos de lasers, o ND Yag e o Erbium Yag, indicado para tratamentos estéticos e de saúde. Na saúde: é o primeiro aparelho a tratar problemas ginecológicos como falta de libido e lubrificação durante o climatério e menopausa – sem dor e sem contra indicação. Na estética, ameniza rugas, flacidez e cicatrizes – tanto no corpo quanto no rosto.

Novo tratamento para peles jovens tem resultados em uma única sessão

Dermatologista será um dos pioneiros em tratamento lançado no Meeting da AADD

Preenchimento com ácido hialurônico não é novidade. Mas, um com aplicação única, com efeito mais duradouro e que cuida da pele de maneira uniforme, é de fato inovador.  O novo produto, com nome comercial Volite, usa a tecnologia Vycross – uma fórmula patenteada que introduz o ácido hialurônico de alto e baixo peso molecular à sua composição. Isso garante uma durabilidade maior do que outros preenchedores – que normalmente são formados por pesos mais altos.

Além disso, sua consistência suave promove maleabilidade na hora da aplicação. O resultado é uma aparência natural. Segundo o dermatologista Dr. Gustavo Limongi, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, e um dos pioneiros da técnica no Brasil, este produto é perfeito para as pacientes mais jovens com os sinais iniciais de perda de volume. “Ele suaviza as rugas e marcas de expressão sutilmente, proporcionando um efeito delicado, saudável, – e o mais interessante – sem dor, já que tem um anestésico em sua formulação,” diz ele.

Dr. Gustavo indica a tecnologia para tratar rugas mais finas na região da boca e olhos, colo e mãos. Ele afirma ser um tratamento interessante para pessoas que desejam lábios bonitos, sem modificar seu volume ou formato. “Eles ficam super hidratados, com aquele efeito gloss”, diz.

 

Novo bioestimulador inova os tratamentos rejuvenescedores

Produto foi anunciado no meeting da Academia Americana de Dermatologia, que aconteceu em San Diego em fevereiro. Especialista no assunto comenta sobre eficácia.

Com o passar dos anos, o corpo reduz consideravelmente a produção de colágeno. Como consequência, há maior flacidez da pele e a formação de rugas. No mercado, existem diversos procedimentos estéticos para amenizar os problemas. E para reforçar este arsenal, em maio chegará ao Brasil o Ellansé – anunciado no meeting de San Diego.

O princípio ativo do produto é a policaprolactona, um estimulador que dá volume ao mesmo tempo em que produz colágeno tipo I – o mais forte e mais denso entre todos os produzidos pelo corpo. Segundo o dermatologista Gabriel Aribi, a policaprolactona age na causa fundamental da flacidez, remodelando o rosto de uma forma gradual e natural. “Primeiro as áreas escolhidas são preenchidas, causando um efeito imediato e, depois de alguns dias, é possível perceber os resultados do aumento de colágeno: a pele ganha sustentação.”, diz ele.

O produto é injetável e pode ser aplicado nas têmporas, maçãs do rosto, mandíbulas e queixo. Tem duração de 1 a 4 anos dependendo da formulação escolhida. “São quatro apresentações e o médico escolhe qual é a ideal para cada paciente. É importante lembrar que o colágeno produzido pode durar até 10 anos”, afirma o Dr. Gabriel. Além disso, o policaprolactona é uma substância compatível com o corpo, e assim consegue ser totalmente absorvido, tornando o procedimento seguro.

 

 

 

Foto: Reprodução

saiba antes via instagram @amaisinfluente