3.0 // MANUAL3.2 // CORPO 

Varizes: atitudes que podem prevenir esse pesadelo

Embora a genética, o sexo e a idade sejam três fatores preponderantes para o aparecimento das varizes, é possível – por meio da mudança de comportamentos – prevenir o aparecimento das veias dilatadas ou evitar as complicações que elas podem trazer. O segredo pode estar na melhora da circulação sanguínea, que evita o agravamento do quadro.

Pensando nisso, listamos algumas atitudes que podem aliviar os sintomas e até mesmo prevenir o aparecimento das varizes.

Pernas necessitam de movimentos (e também de descanso)
Trabalhar sentado oito horas por dia (ou mais) aumenta em 10% o risco de morte, segundo estudo publicado na revista médica britânica The Lancet. E para cada oito horas sentado, é necessário praticar uma hora de atividade física para resistir aos efeitos negativos desse “sedentarismo”. No caso de quem trabalha em pé e fica nessa mesma posição por longos períodos, o ideal é fazer pausas para se sentar e levantar os pés.

Faça exercícios
E nem precisa ser atleta profissional, já que os exercícios de baixo impacto são benéficos, pois a contração da musculatura em caminhadas por exemplo, entre outros benefícios, aumenta a velocidade do fluxo do sangue nas veias, melhorando o retorno do sangue ao coração.

Beba mais água
Água, sucos e chás são recomendados para melhorar a circulação do sangue. Por outro lado, afaste-se do álcool.

Coma mais fibras
O bom funcionamento do intestino é um aliado na medida em que o aumento da pressão sobre as veias do abdômen, por conta da prisão de ventre e inchaço, pode comprometer a circulação das veias das pernas. Acrescente no cardápio frutas como mamão, legumes, verduras e sementes. Se não funcionar, os pré e probióticos podem ajudar, desde que bem orientados por médicos ou nutricionistas.

Evite usar roupas muito apertadas
Calças ou cintas apertadas demais comprimem a barriga e podem prejudicar a drenagem das pernas. Mas não é necessário usar somente roupas largas: o ideal é só evitar aquelas que causam incômodo na hora de sentar.

Tome cuidado com os hormônios e anticoncepcionais
O hormônio dos anticoncepcionais altera a circulação e aumenta o risco de formação de coágulos nas veias profundas, dentro dos músculos. Consulte sempre seu médico de confiança e discuta o seu anticoncepcional. Toda medicação é capaz de trazer riscos e efeitos colaterais.

Use meia elástica
Meias de compressão, desde que orientadas pelo cirurgião vascular, ajudam a melhorar o retorno venoso e são indicadas para quem tem varizes, já teve trombose, gestantes e em casos específicos.

Atenção ao peso
Pessoas obesas têm maior disposição de desenvolver varizes por causa da quantidade de volume sanguíneo dentro das veias que se eleva. A obesidade e o sobrepeso aumentam a pressão exercida sobre os vasos e também favorece inflamações. Comer o essencial, controlar a quantidade de açúcar, sódio e gordura deve fazer parte da vida de qualquer pessoa que quer minimizar os sintomas ou evitar as varizes.

Diga não ao sol em excesso, sauna e água quente
Sol, sauna, banhos com água quente provocam o aquecimento da pele e a passagem de uma maior quantidade de sangue pelos vasos. O ressecamento da pele também pode causar complicações como inflamações e úlceras.

Deixe o cigarro de lado
A nicotina está ligada à diminuição da espessura dos vasos sanguíneos. Alguns estudos também sugerem que a exposição à fumaça do cigarro resulta na ativação das plaquetas e estimulação da cascata de coagulação, por isso há um aumento na incidência de trombose arterial em fumantes. Outra complicação do cigarro é que o ele dificulta o importante papel do sangue no processo de cicatrização, após cirurgias e procedimentos.

Não deixe de consultar um médico
O check-up vascular trabalha com o que há de mais importante na Medicina moderna: a prevenção. Visite anualmente seu angiologista e faça exames para saber se tudo está de acordo.

Imagem Destaque: Divulgação

saiba antes via instagram @amaisinfluente