5.0 // DOSSIÊ5.5 // CARREIRA 

3 barreiras para enfrentar e transformar o seu negócio digital

À medida que organizações continuam abraçando a Transformação Digital, descobrem que não se trata simplesmente de adquirir a última tecnologia, mas que são necessárias mudanças significativas de sistemas e de cultura. Uma pesquisa do Gartner mostra que apenas um pequeno número de organizações estão aptas para escalar suas iniciativas digitais de maneira bem-sucedida para além dos estágios de experimentação.

“A realidade é que negócios digitais demandam habilidades, práticas de trabalho, modelos organizacionais e até culturas diferentes”, diz Marcus Blosch, Vice-Presidente de Pesquisa do Gartner. “É difícil mudar uma organização que é designada para um tipo de estrutura, orientada em processos mundiais para uma companhia voltada para ecossistemas, adaptação, aprendizado e experimentação. Algumas empresas vão navegar pelas mudanças e outras que não conseguirem vão ficar desatualizadas e serão substituídas”.

Identificamos 3 barreiras que os CIOs precisam superar para transformar suas organizações em negócios digitais:

Barreira número 1 – Cultura resistente a mudanças: A inovação digital pode ser bem-sucedida apenas em uma cultura de colaboração. Os colaboradores precisam estar aptos para trabalhar além das fronteiras e explorar novas ideias. Na realidade, a maioria das organizações estão estacadas em uma cultura de resistência a mudanças e com hierarquias. “Cultura organizacional é ‘matéria escura’ – você não pode ver, mas seus efeitos são óbvios”, diz Blosch.

CIOs com o objetivo de estabelecer uma cultura digital deveriam começar aos poucos: definir a mentalidade digital, reunir um time de inovação e protege-lo de toda a organização para deixar a nova cultura se desenvolver. Conexões entre inovações digitais e equipes de apoio podem ser utilizadas para escalar novas ideias e espalhar a cultura.

Barreira número 2 – Colaboração e compartilhamento limitado: A falta de vontade de compartilhar e colaborar é um desafio não apenas do ecossistema, mas também dentro da organização. Questões sobre propriedade e controle de processos, informações e sistemas tornam pessoas relutantes em compartilhar seu conhecimento. A inovação digital com times colaborativos e multifuncionais geralmente é diferente do modelo que profissionais estão acostumados, com funções e hierarquias – resistência é inevitável.

Barreira número 3 – Mudanças não são fáceis: Geralmente é tecnicamente desafiador e caro colocar em funcionamento modelos digitais. Desenvolver plataformas, mudar a estrutura organizacional, criar um ecossistema de parceiros – tudo isso demanda tempo, recursos e dinheiro. No longo prazo, empresas deveriam desenvolver competências organizacionais que tornem as mudanças simples e mais ágeis. Para isso, é necessário criar uma estratégia baseada em uma plataforma que suporte mudanças contínuas, elabore princípios e inove, permitindo que novos serviços sejam projetados a partir da plataforma e de seus serviços principais.

saiba antes via instagram @amaisinfluente