3.0 // MANUAL3.7 // VIAGEM 

5 Parques urbanos espalhados pelo Brasil para você relaxar

Os parques urbanos brasileiros são cenários perfeitos pra caminhar, pedalar, praticar esportes, respirar ar puro e fazer piquenique. É possível ouvir o canto relaxante dos pássaros, ver o colorido das árvores, das flores, da fauna e da flora. E se der sorte, terminar o dia com um fascinante pôr-do-sol. Os parques são pequenos paraísos que complementam a beleza das cidades sem esquecer o melhor do outro mundo: a natureza logo ali.

Esses são alguns dos principais parques urbanos do país:

Parque do Ibirapuera, São Paulo: Ícone de São Paulo, o Ibirapuera é o parque mais visitado da America Latina com aproximadamente 14 milhões de visitas em 2017. O nome Ibirapuera significa “árvore apodrecida” em tupi-guarani e vem de uma aldeia indígena que ocupava a região do parque quando a área era alagadiça com solo de várzea. Na luta contra a umidade, Manuel Lopes de Oliveira, um funcionário da Prefeitura na década de 1920 começou a plantar árvores na região. Em homenagem à ele o Ibirapuera tem um viveiro que leva seu nome, Viveiro Manequinho Lopes, que abriga uma diversidade de plantas e orquídeas. Com 158 hectares, foi inaugurado em 1954 em comemoração aos 400 anos da cidade de São Paulo. Os jardins foram desenhados pelo paisagista Otávio Augusto Teixeira Mendes, após o conceito de Roberto Burle Marx, e as construções históricas como os pavilhões que abrigam museus, o auditório, marquise entre outras são de autoria de Oscar Niemeyer, tombados pelo Instituto Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Parque da Independência, São Paulo: Inaugurado em 1989, nas margens do córrego do Ipiranga, o parque faz parte do patrimônio histórico cultural brasileiro devido ao Grito da Independência, ali proclamada por D. Pedro I. A área de 161.300 metros quadrados abriga o Museu do Ipiranga, o Monumento à Independência e a Casa do Grito, além de um denso bosque e um grande trabalho de paisagismo no caminho entre o Monumento e o Museu.

Parque Municipal, Belo Horizonte: Localizado na região central de Belo Horizonte, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti foi inaugurado em 26 de Setembro de 1897, antes mesmo da fundação da nova capital mineira. É o patrimônio ambiental mais antigo da cidade e foi projetado no final do século XIX pela comissão construtora encarregada de planejar a nova capital de Minas Gerais. Possui uma área de 182 mil metros quadrados de extensa vegetação. Abriga o Teatro Francisco Nunes, um orquidário, um pequeno parque de diversões e a parte dos fundos do Palácio das Artes.

Jardim Botânico, Rio de Janeiro: Fundado em 13 de junho de 1808 por uma decisão do então príncipe regente português D. João, o parque hoje é um órgão federal vinculado ao Ministério do Meio Ambiente e constitui-se como um dos mais importantes centros de pesquisa mundiais nas áreas de botânica e conservação da biodiversidade.

Parque Tanguá, Curitiba: Inaugurado em 1996 na parte norte da cidade e construído onde existiam duas pedreiras, o parque ocupa uma área de 235 mil m² e garante a preservação da bacia norte do rio Barigüi, bem próximo à sua nascente. Tem dois lagos e um túnel artificial, além de ancoradouro, ciclovia, pista de corrida e lanchonete.


Quer ler mais notícias sobre turismo? Clique aqui e confira!

saiba antes via instagram @amaisinfluente