3.0 // MANUAL3.4 // SAÚDE 

Bioestimulador: a nova estrela da estética

foto: pinterest

Um novo método chegou com tudo no mercado de beleza. Os bioestimuladores de colágeno são a nova febre em clínicas de estética e entre as vaidosas.

Esses pequenos tratam a pele de forma segura e eficiente por serem compatíveis com o organismo. Eles hidratam o tecido cutâneo e promovem volume, resultando em uma pele mais jovem.

Funcionam da seguinte forma: ao serem injetados, provocam a reação dos fibroblastos, as células que produzem o colágeno. “O que acontece a partir daí é semelhante a um processo inflamatório. O organismo reconhece as partículas como um corpo estranho e ativa o sistema de defesa”, diz o dermatologista Gustavo Limongi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Sintetizados a partir de substâncias como ácido poli-l-láctico (Sculptra) e hidroxiapatita de cálcio (Radiesse), são uma forma eficaz de conseguir amenizar a flacidez do rosto e tratar várias áreas do corpo, como braços, interno de coxas, bumbum, abdômen.

Existem mais de um tipo de estimuladores nas clínicas, sendo que cada um contém uma substância diferenciada, o que faz com que o resultado sejam diferentes, dependendo do procedimento escolhido.

“Esses dois principais bioestimuladores têm diferenças básicas. A hidroxiapatita de cálcio (Radiesse), age também como preenchedor. Por isso, é possível trabalhar como volumizador”, afirma o dermatologista.

Devido a essas diferenças, é muito importante procurar um médico e pesquisar bem antes de escolher qual bioestimulador usar. Assim, irá conquistar uma pele bonita e acima de tudo, saudável!

foto: pinterest

saiba antes via instagram @amaisinfluente