3.2 // CORPO 

Depilação: Conheça os principais métodos e cuidados na hora da escolha

Hábito do público feminino, a relação entre estética e a depilação é antiga. Nos últimos anos, até mesmo os homens estão quebrando essa barreira e aderindo à prática. Essa mudança de cenário é acompanhada pela evolução tecnológica no setor da beleza, com métodos avançados, menos dolorosos e que atendam às necessidades do consumidor.

Do estilo tradicional ao realizado com equipamentos a laser, as opções de depilação são variadas. No entanto, a escolha do método não deve ser feita aleatoriamente. Antes da depilação, aconselha-se fazer uma avaliação com a profissional responsável pelo procedimento, para entender qual a técnica mais apropriada para a parte do corpo e se o método atende às suas expectativas quanto à questão da durabilidade.

Segundo Karla Gomes de Lima, fundadora da Posé Beleza, todos os tipos de depilação podem ser aplicados e são indicados para todos os tipos de pele, mas é preciso tomar alguns cuidados.

“Por exemplo, a depilação com lâmina costuma ser mais rápida. Contudo, além do risco de cortes em áreas e peles mais sensíveis, ela apresenta um alto risco de ocorrência de foliculite”, explica a empresária.

Conheça os métodos de depilação mais utilizados:

Depilação a laser

Seguro e indolor, os clientes buscam pelo procedimento a laser devido à durabilidade, que varia de 6 meses a 2 anos. O resultado rápido, para esse método semi-definitivo, é outro atrativo. Em geral, após a quarta sessão, as lâminas já podem ser descartadas. Recomendado para praticamente todos os tipos de pele e pelos, também pode ser aplicado em todas as partes do corpo.

O procedimento não deve ser realizado em mulheres grávidas, pessoas que estejam em tratamento contra o câncer ou já tiveram o tumor maligno, doenças no coração ou agudas na pele.

“É chamada de definitiva porque cauteriza o bulbo capilar, fazendo com que o pelo demore muito a crescer, contudo é necessário um retoque em média a cada ano para manutenção”, completa Karla.

Depilação a linha

Técnica milenar difundida no Oriente Médio, atualmente é bastante procurada no Brasil, principalmente para o design de sobrancelhas, buço e face. A linha possibilita maior precisão no desenho, alcançando os pelos mais finos, que a pinça ou a cera podem deixar para trás. O método também é apropriado para as peles sensíveis, devido à ausência de componentes químicos. Após as primeiras sessões, é possível notar um retardamento no crescimento dos pelos e considerável clareamento na região.

Depilação com cera

Apesar de ser um dos procedimentos mais populares nos salões de beleza, a depilação a cera ainda é associada à dor. Para tornar esse momento mais confortável, o cliente deve procurar por espaços que utilizem a cera à base de mel e de camomila, uma fórmula mais suave e delicada, que também atende às peles sensíveis. Ainda que de característica mais simples, essa técnica arranca os pelos pela raiz. Assim, eles nascem mais devagar, fracos e fininhos.

“É um pouco mais doloroso, porém mais duradouro, necessitando ser refeito em média a cada 20 dias para manutenção”, explica Karla. “Os riscos são menores. Não há cortes e, se bem realizada, com técnicas e produtos adequados, esta depilação não causa irritação, inflamações, além de hidratar e amaciar a pele.”

saiba antes via instagram @amaisinfluente