5.5 // CARREIRA 

Jovens precisam de orientação profissional

Apenas 30% dos estudantes têm certeza sobre carreira, segundo levantamento realizado pelo Cedaspy

A escolha da carreira é uma decisão marcante para toda a vida. A constante transformação do mercado de trabalho tem feito muitos jovens repensarem as profissões mais tradicionais. O Cedaspy, rede de escolas de profissionalização para o mercado de trabalho, teve contato com três mil estudantes em uma feira de profissões e constatou que 70% deles não sabem qual carreira seguir. Os 30% restantes garantiram estar decididos, mas não sabem como alcançar o seu objetivo.

O jovem tem dúvida sobre como trilhar seu caminho profissional, por onde começar e o que fazer para conseguir sucesso na carreira” comenta Rodrigo Ribeiro, consultor de carreira do Cedaspy. O especialista acrescenta que o estudante tem dificuldade em identificar o próprio perfil e entender suas habilidades. “Isso impede a tomada de decisão e ainda pode direcioná-lo a escolhas erradas”, completa. 

Foi o que quase aconteceu com o estudante Felipe Rodrigues, de 18 anos. Como a maioria do público da sua idade, tinha dúvidas sobre seu futuro profissional. “Sempre fui apoiado pelos meus pais para escolher a profissão com a qual me identificava. Mesmo assim, não foi fácil”, explica.

Sempre tive interesse pela área esportiva, mas precisei de orientação profissional para descobrir o que realmente se encaixava no meu perfil”, comenta o estudante, que também foi ajudado por consultores de carreira.

“Agora, tenho certeza de que quero cursar Educação Física e montar minha própria academia”, diz Felipe, que descobriu o seu lado empreendedor em um curso de profissionalização.

A procura por orientação de carreira pode ser uma boa saída para os mais indecisos. “A capacitação fornece conhecimentos técnicos necessários para o mercado de trabalho, auxilia no autoconhecimento e desenvolve características pessoais que, às vezes, o estudante nunca percebeu que possui”, finaliza Rodrigo Ribeiro.

Dicas do especialista

Converse com seus amigos, familiares e professores sobre seus pontos fortes e fracos.

Faça a si próprio perguntas como: Eu gosto de conversar com as pessoas? Sou tímido? Prefiro trabalhar em grupo ou sozinho? E avalie as respostas.

Faça um teste vocacional online ou presencial.

Avalie se sua personalidade combina com a profissão que quer seguir.

Pesquise sobre as profissões e converse com quem já tem experiência na área.

saiba antes via instagram @amaisinfluente