3.4 // SAÚDE 

Guia rápido contra o envelhecimento precoce

Dermatologista ensina cuidados fundamentais com a pele

Ter a pele bonita e viçosa é o desejo de 10 entre 10 mulheres. Mas como manter a cútis saudável com a exposição solar, poluição, produtos químicos, variação de temperatura, má alimentação, radicais livres e tudo que influencia no envelhecimento precoce?

Para alcançar resultados satisfatórios é necessário manter cuidados diários. “No início pode parecer difícil, mas com o tempo você se acostuma com essa rotina de beleza”, afirma a dermatologista da Clínica Leger, Danuza Dias Alves.

Consultas rotineiras ao dermatologista são importantes para conhecer melhor a sua pele e descobrir quais fatores podem contribuir para o envelhecimento, como idade, nível de agressão cutânea e alimentação, por exemplo, para identificar o tratamento adequado.

Mas além do parecer, alguns cuidados ajudam a amenizar os estragos. Atenção para as dicas:

O que fazer:

Uma rotina diária vai incluir um sabonete específico para a face e ideal para cada tipo de pele. No caso de mulheres, se tiverem com maquiagem, é importante sempre removê-la antes de dormir, com demaquilante ou água micelar, que ajudam em uma maior limpeza da derme.

É importante usar um ácido para o rosto a noite, mas isso será sugerido pelo seu dermatologista de acordo com a época do ano, tipo de pele e o que é esperado dele. Cada cútis vai exigir um ácido diferente, mas que acelere a renovação das células. Com isso, é possível tratar as rugas finas, estimular o colágeno e estimular o tom da pele.

Também é recomendado usar um bom hidratante, ideal para o seu tipo de pele. O profissional com experiência vai indicar a frequência de uso, para saber o que é necessário naquele momento. Uma pele bonita e bem hidratada depende 50% do médico e 50% do paciente. É necessário frequentar consultas periódicas para entender o que a sua derme precisa naquele momento. Vale ressaltar que isso vai várias de acordo com as estações do ano e condições climáticas de cada período.

Atividade física regular também é importante para acelerar o metabolismo e melhorar a saúde da derme. Isso faz com que você tenha uma renovação celular eficiente, com isso, o corpo é capaz de remover as células mortas de forma mais eficaz. Além disso, também conseguimos eliminar toxinas e radicais livres não benéficos ao nosso corpo. O resultado é uma pele mais bonita, com mais viço e menos sinais de envelhecimento.

70% do nosso corpo é constituído de água. Manter esse equilíbrio é super importante, principalmente, para o bom funcionamento dos órgãos. A ingestão adequada de líquido mantém as células da turgidas e elimina o aspecto rugoso, mais desidratado e sem brilho.

O que não fazer:

Excesso de esfoliação é um dos problemas recorrentes no consultório. O paciente acredita que é preciso esfoliar constantemente para tirar cravos e irregularidade, mas isso resulta em um efeito contrário. Remover a oleosidade em excesso faz com que você tenha mais oleosidade, mesmo que sua pele seja acneica, isso não é indicado.

Outro erro frequente que eu observo nos pacientes é a tentativa de procurar na farmácia um produto que seja milagroso. Na verdade, não é o produto que vai fazer isso, não existe um produto que seja o melhor de todos. Mas o sucesso da pele do paciente depende de uma associação de tratamentos domiciliares corretos e de tratamentos no consultório, pelo menos uma ou duas vezes ao ano, ou com maior frequência, isso vai depender da necessidade sua pele.

Pode não parecer, mas a falta que uma boa noite de sono faz ao nosso corpo é tamanha. Quando dormimos mal, aumentamos a produção do hormônio cortisol, que favorece o envelhecimento das células corporais, inclusive as da pele.

saiba antes via instagram @amaisinfluente