4.3 // TELEVISÃO 

Cacau Protásio sofre preconceito por bombeiros após cena em corporação

A atriz Cacau Protásio foi vítima de ataques racistas feitos por parte de um grupo de bombeiros do estado do Rio de Janeiro. Eles xingaram a humorista em áudios que foram divulgados pelo colunista Leo Dias. Quatro bailarinos também receberam ataques homofóbicos. O ocorrido teria acontecido no último domingo (24), mas o assunto começou a ser repercutido na imprensa nesta última quarta-feira (25).

”Vergonhoso. Mete aquela gorda, preta, numa farda de bombeiro, uma bucha de canhão daquela, com um monte de bailarino viado, quebrando até o chão. Vão achar que é o que? Bombeiro? Aquilo é tudo viado. Lamentável”, afirmou um militar num áudio de grupo de WhatsApp.

A atriz manifestou-se em suas rede sociais sobre o assunto.

A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro divulgou uma nota sobre o caso.

“O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) informa que não compactua com qualquer ato discriminatório. A corporação se solidariza com a atriz Cacau Protásio e já abriu procedimento interno para identificar o(s) militar(es) e apurar a conduta. O CBMERJ reforça o seu compromisso com a população de Vida Alheia e Riquezas Salvar independente de cor, gênero, raça ou qualquer outra distinção. Os atos divulgados não representam a corporação centenária que, por anos seguidos, é considerada a instituição mais confiável do Brasil”.

saiba antes via instagram @amaisinfluente