Sylvia de Castro 

Vai dar bolo! Por: Sylvia de Castro

Colaboração: Amaro Leandro


Eles fazem bolos em forma de vasos de flores que parecem de verdade, que saíram do jardim ou de uma floricultura! Em 2015, participaram do ‘really’ Batalha de Confeiteiros, da Record, comandado por Buddy Valastro, ícone internacional da área de confeitaria. No filme “A minha mãe é uma peça 3”, seus bolos foram protagonistas da trama. Em sete anos de trabalho, conseguiram alcançar o nicho de mercado das celebridades: atores, atrizes, formadores de opinião. 

Bolo em forma de vaso, com poinsettias em açúcar
Não parece flor de verdade? Mas é bolo…
Bolo vaso de orquídeas para o aniversário de Betty Faria

Uma doce história

Os cake designers Alex Alvino e Wong Yok, da Cakeria Carioca, são casados e há oito anos uma mudança financeira mudou drasticamente suas vidas. “Juntamos nossas economias e abrimos um negócio que não deu certo. Voltei para o mercado de trabalho e Wong, empreendedora nata, ficou em casa, pesquisando o que fazer para aumentar nossa renda. Pensamos em trabalhar com biscuit e nossa primeira modelagem foi uma galinha pintadinha, que guardamos como troféu. Nas incansáveis pesquisas para sair daquela situação, começamos a entrar no mundo doce e encantador dos bolos. Fui fazendo cursos e me aprimorando. Foi uma conquista a cada dia, um cliente de cada vez. Em 2013, pedi demissão do meu emprego e passamos a nos dedicar cem por cento aos bolos. Foram dias e noites incansáveis! A satisfação de nosso primeiro cliente nos deu a certeza de que aquele doce novo caminho era o das nossas vidas.”


Desafio constante


“O grande desafio da área de bolos é estar se renovando a todo instante. Estudar  todas as tendências de decoração, cores, modelos, novidades e tudo mais que nos traz inspiração. Nossa missão é criar e tornar exclusivo cada bolo, para cada cliente. Começamos com uma entrevista para saber suas expectativas e todas as particularidades do evento, por que não vendemos apenas um bolo. Entregamos a realização de um sonho e nada pode falhar.”


Tendências

“O estudo diário das tendências é um ponto forte. As cores, o estilo, os sabores, a montagem, as flores que serão usadas na decoração para que possamos reproduzi-las em açúcar, no mesmo tipo e cor, dando harmonia à mesa e inserindo o bolo totalmente em todo o contexto. Nossa marca registrada é a exclusividade.Tentamos tornar tudo o mais comestível possível, em açúcar, sejam flores, modelagens, frutas. E sempre muito alinhado com o cliente e a decoração do evento.”

Flores e cores fortes para Juliana Paes
Lego para o filho Pedro de Juliana Paes
Bolinhas em tons pastéis e bolo desconstruído para os 54 de Xuxa
Karaokê para Carolina Dieckmann
Unicórnio para Giovanna Antonelli
Para Fernanda Gentil, azuis e verdes para festejar a vida
Nathalia Dill e flores esmaecidas em tons de rosa
Flavia Alessandra
Flores laranjas para Fabiula Nascimento


A ajuda da arte

Para ajudar a angariar fundos para a ONG One by One, Viviane Cohen colocou toda a sua imaginação e arte para criar cobre bolos lindos como estes, com vendas seguindo os protocolos da OMS: online e com entrega a domicílio.


A artista plástica Flavia Curvello usou a sua arte e criou e doou essas máscaras pintadas à mão para proteger e alegrar as crianças do Inca.

Regras para manter o equilíbrio

A psicóloga e terapeuta cognitiva Adriana Nunan listou oito hábitos importantes para manter o equilíbrio mental durante a quarentena.

1. Conversar com amigos e familiares

Hoje, a internet nos permite estar conectados o tempo inteiro com nossos amigos e familiares. Embora isto não substitua o convívio presencial, contribui muito para reduzir a sensação de solidão.

2. Teclar menos

Apesar de as mensagens de texto serem eficazes para compartilhar informações de forma imediata, essa mesma instantaneidade estimula a ansiedade. As conversas em formato de texto também carecem o principal elemento que nos aproxima: a voz humana.

3. Reduzir o uso das redes sociais

Já está mais do que na hora de a gente se conscientizar do potencial viciante e gerador de ansiedade das redes sociais. Neste momento, mais do que nunca, precisamos de mais carinho e proximidade emocional.

4. Focar na rotina

Para evitar sair da rotina, continue tentando dormir, acordar e se alimentar nas mesmas horas de sempre.

5. Reduzir o álcool e a comida

Quem estiver sofrendo de depressão ou ansiedade, deve reduzir a ingestão de álcool, pois este potencializa sintomas depressivos. Importante ficar atento também à alimentação: em situações de confinamento as pessoas tendem a comer demais.

6. Evitar excesso de informação

Limite o consumo de notícias a apenas duas vezes ao dia. Tentar ficar informado o dia inteiro pode agravar quadros de depressão e de ansiedade.

7. Compartilhar experiências positivas

No meio desse turbilhão de notícias ruins, vale também separarmos um tempo para focar naquilo que vivenciamos de bom. 

8. Procurar ajuda

Muitos psicólogos estão realizando atendimentos online. Se você ainda não faz terapia e pretende começar, para lutar contra sintomas de ansiedade ou depressão, procure um profissional de confiança.

saiba antes via instagram @amaisinfluente