Tatiana Nobili 

Avó de estilista vira modelo para campanha

O badalado estilista francês Simon Porte Jacquemus chamou a atenção ao usar a avó, Liliane, como modelo para a campanha da sua coleção, que ele mesmo fotografou em casa.

Quem o segue nas redes sociais está acostumado a ver suas criações, que vestem famosas como Rihanna e Bruna Marquesine, usadas por amigos e familiares. Em meio ao isolamento social, mas também num momento em que as marcas estão aderindo ao uso de situações mais intimistas, as fotos de Liliane fizeram enorme sucesso e arrancaram elogios de seguidores e publicações de moda.

London Fashion Week traz iniciativas inovadoras aos desfiles virtuais de moda

Entre lives, exposições, documentários e espaços para compras, ocorreu entre os dias 12 e 14 de junho a primeira edição completamente digital da semana de moda londrina. Abrindo o cenário para as edições virtuais de NY, Londres, Milão e Paris, o evento mostrou que, embora a interatividade física seja uma experiência impactante, a internet é capaz de alcançar um outro tipo de intimidade, onde um público mais amplo pode se envolver e fazer parte da indústria da moda. Iniciativas como o Designer Diaries, Class of 2020, entrevistas por vídeo chamadas e playlist animadas movimentaram a Semana de Moda e fez pensar no que está por vir para os próximos eventos virtuais.

Grupo que comanda estrelas da moda, como Farm e Animale, prepara abertura de capital

O Grupo Soma, que é dono das marcas Animale, Cris Barros, Farm, A.Brand, Fábula, Foxton, Maria Filó e Off Premium espera concluir o processo de abertura de capital dentro de um mês.

A operação, que é estimada em 1 bilhão de reais, teve início antes da pandemia e chama atenção, num momento em que outras empresas do varejo lutam para reorganizar as dívidas com credores, drasticamente afetadas pelo fechamento do comércio físico.

O grupo quer se diferenciar frente aos investidores pela sua estratégia digital, principalmente. Antes da pandemia, as vendas online já apresentavam ótimo desempenho, fruto de forte investimento do grupo, e fez com que a companhia conseguisse manter um patamar de vendas entre 50 a 80% do nível pré-pandemia.

Novas ferramentas de marketing agitam o comércio eletrônico da beleza

Um dos primeiros efeitos da pandemia para o comércio foi que os consumidores passaram a ser mais ouvidos. Em consequência, empresas como a L’oreal passaram a oferecer serviços interativos inéditos. Testes virtuais de maquiagem e tinturas de cabelo, consultas de beleza personalizadas, por meio de conversas de vídeo, uso de aplicativos que simulam efeitos estéticos são alguns exemplos de iniciativas que prometem se multiplicar nos próximos meses.

Segundo pesquisas, boa parte desse novo comportamento vai permanecer, independente dos rumos pós pandemia. A L’Oreal anunciou recentemente que a empresa atingiu nas vendas online, em oito semanas, um resultado que, de outra forma, levaria três anos para alcançar e credita o sucesso à nova forma de interagir com os consumidores.

Grifes internacionais ditam o tom para a moda pós pandemia

Um dos expoentes da moda mundial, a grife Gucci deu o tom do que deve vigorar como tendências pós-pandemia. Nas palavras do diretor criativo da marca, Alessandro Michele, a esperança é de que “nunca mais voltemos ao normal, pois a vida que vivíamos antes era terrivelmente insustentável”.

Conforto e praticidade são as palavras de ordem no mundo fashion, num momento em que mostrar o luxo, riqueza ou sofisticação tornou-se agressivo e de mal gosto. Por isso, estilistas e profissionais da moda famosos pela ostentação passaram a postar fotos em suas redes sociais em situações caseiras, em que o conforto fica em evidência. Quando figuras icônicas como a estilista Donatella Versace e a editora de moda Anna Wintour aparecem de pantufas ou moletom esparramada em seus sofás, a gente vê que é para levar a sério.

DIY Fashion

As palavras reciclagem e criatividade ganharam força total num mundo profundamente afetado pela pandemia, principalmente quando se fala em moda. Nessa linha, veja como dar uma nova utilidade a peças sem uso do seu guarda roupa.

Precisa apenas de uma tesoura e uma camiseta velha: o primeiro passo é cortar 12 tiras de tecido da camiseta na horizontal, com 2cm de largura. Ao cortar, as tiras ficarão com as bordas enroladas, o que é ótimo para dar mais volume. Junte as tiras (se quiser mais curto, de uma volta em cada uma das tiras) e use uma delas para amarrar todas as outras.

Dica bônus: para que seu colar fique super diferente você pode utilizar mais de uma camiseta, ou ainda tingir as tiras. Outra dica é acrescentar pedrarias ou miçangas. Veja como o resultado fica um charme e incrementa qualquer produção.

Fique de olho

IN

Muitas mulheres aproveitaram para aposentar a tinta de cabelo durante a quarentena. Assumir os fios brancos virou forte tendência, condizente não só com um novo senso estético, mas também com uma nova visão de mundo, em que se mostrar sem filtros ou artifícios transmite autenticidade e passa a ser aplaudido.

OUT

Ostentação nunca esteve tão fora de moda. Mesmo grifes de alto luxo estão focando em conforto, simplicidade e praticidade, que devem perdurar por um bom tempo.

saiba antes via instagram @amaisinfluente