8.0 // COLUNISTASTatiana Nobili 

Diesel inova com atendimento humano em plataforma imersiva

Por: Tatiana Nobili

Como consequência do distanciamento obrigatório  grandes marcas varejistas no mundo inteiro vem buscando formas de tornar as plataformas de atendimento menos “frias”, buscando o máximo de proximidade com um ambiente de loja física.

A italiana Diesel saiu na frente ao conjugar atendimento humano ao hyperoom, que permite visualizar as peças em 360 graus, com detalhes aproximados pelos closeups em 2D. Enquanto o cliente acessa componentes interativos, o vendedor vai narrando sobre os ambientes, conceitos e coleções, num engajamento emocional tão almejado pelas marcas. Como acréscimo, o processo de trocas é ultra-simplificado. Sustentável, tecnológico, mas humano é cri possível.

Os remendos prometem invadir o cenário fashion

Se você já viu no instagram as hashtags mendingmatters ou menditloveit, provavelmente sabe que se trata do visible mending, termo cunhado pela autora Katrina Rodabaugh na sua publicação de 2013, e que ganhou fama agora devido ao contexto dos acontecimentos de 2020.

A moda vem buscando se apoiar no manual, artesanal e sustentável, que traduz o sentimento da sociedade na atualidade. Por isso, a ideia de remendar as peças de roupas pareceu coerente e oportuno. Lembra o passado anterior ao surgimento das redes de fast fashion, que fizeram com que qualquer desgaste se tornasse a senha para despejar uma roupa.

Segundo o portal Guia jeanswear, voltado para tendências na moda jeanswear, essa tendência vem como o novo “manifesto anti-consumista”.

Nano material grafeno no jeans do futuro

Conhecido como o material mais fino do mundo, excelente condutor de calor e eletricidade, o grafeno potencializa as propriedades dos tecidos tradicionais e já vem sendo usado em tecidos como jeans e sarja.

Muito leve, mas ultra resistente, tem a capacidade de agregar propriedades antibacterianas permanente aos tecidos em que se adiciona. Possui propriedades anti-UV e anti-estaticas e reflete raios infravermelhos de volta para o interior do corpo dos usuários. Só falta ser capaz de destruir o corona vírus.

Trata-se de uma descoberta, acidental, diga-se de passagem, feita há mais de quinze anos, que está ajudando a facilitar a tecnologia moderna. Imagina o que está por vir.

Gucci se mostra cada vez mais antenada nas redes sociais

O movimento Black Lives Matter, que ganhou força e visibilidade mundial em junho deste ano, sacudiu o mundo da moda. Mais do que nunca, e influenciadas por toda a pressão por inclusão que já vem ocorrendo há alguns anos, as marcas buscam se mostrar sensíveis, humanas e diversificadas nas suas campanhas. Até a Gucci, uma das marcas de alto luxo mais poderosas do mundo, vem adotando a linha United Colors na sua página Gucci beauty e, no final do mês passado, publicou a foto da modelo inglesa Ellie Goldstein, com síndrome de Down, para promover um de seus produtos. Foi um acerto, a julgar pelo número de envolvimentos. Enquanto a maioria das postagens não costuma ultrapassar 10 mil curtidas, a foto de Ellie conta até agora com mais de 113 mil corações.

A estampa tie dye é forte tendência na moda e na maquiagem

Com o uso das máscaras em ambiente social, os olhos nunca estiveram em tamanha evidência. Por isso, a ideia de trazer o colorido, a arte e o astral da estampa tie dye para a maquiagem, além de divertida, é oportuna.

A técnica exige empenho e pode variar da versão mais sutil, que usa tons pastéis, à mais extravagante, com cores vibrantes, que marcam bastante o olhar. A ousadia máxima é acrescentar umas pitadas de glitter, com resultado ultra fashion e inovador.

Depois, é só escolher a máscara certa, de preferência monocolor, para não brigar com a estampa dos olhos. Para quem buscava uma forma de sobressair mesmo com aquele pedaço de pano cobrindo boa parte do rosto, está aí uma opção.

DIY Fashion

Já que os remendos estarão em alta, vai aqui uma ideia de como dar vida aquela jaquela que estava na berlinda, usando dos retalhos de outras peças sem validade, ou da sua coleção de paninhos fofos.

Nessa foto a ideia é usar círculos de outros tecidos, mas você pode adaptar formatos, quantidades e até concentrar em apenas uma parte da peça. Por exemplo, só as mangas, só os bolsos, só as costas. Solte a sua criatividade!

Mais do que nunca, com linha, agulha e pedaços de pano, você faz a sua moda!

Fique de olho

IN

Pensar coletivamente. O uso da máscara já exige o olhar para o outro, mas existe um conjunto de empresas tidas como “elevadas” reforçando a importância dessa postura em escala, em todas as fases do processo de relacionamento com o próximo. Certamente, o mercado tende a seguir essas marcas e, aos poucos, esse comportamento ganha mais força.

OUT

Estampas padronizadas, como as listras, devem ficar de escanteio abrindo espaço ao tie dye que, na contramão, tem um toque de artístico e exclusivo. A despeito de estampas clássicas nunca caírem em desuso, o tie dye conversa com o que está em voga no momento.

Qual seu estilo?

Numa época em que as pessoas estão mais voltadas para o autoconhecimento, procurando se entender em meio aos caos, muitas mulheres tem se interessado em saber mais sobre estilo, e identificar o seu. Faz parte do processo de autoconhecimento, mais em alta do que nunca.

Existem sete estilos universais predominantes, mas cada mulher passeia por cerca de três. Cada semana vamos descrever um deles e, hoje, o Estilo sexy

A mulher de estilo sexy é exuberante, normalmente alto astral e com a auto estima em dia. Adora evidenciar suas curvas em provocantes decotes e saias curtas, mostrando todo o seu poder de sedução. O cuidado aqui é dosar para não expor tudo ao mesmo tempo e cair na armadilha da vulgaridade. Também costuma usar cores quentes, sente atração por estampas animal print, sapatos de salto alto, sandália de tiras, uma make que valoriza olhos e boca. Nos acessórios, maxi colares e maxi brincos, sem medo de ser feliz.

saiba antes via instagram @amaisinfluente