2.0 // FAMOSOS 

Na web Sérgio Marone fala sobre sucesso de fotos sensuais

Sergio Marone lamentou que suas fotos sensuais compartilhadas nas redes sociais ganhem mais likes do que suas postagens sobre assuntos sérios, como política e racismo. Ex-galã de novelas bíblicas da Record, ele concedeu uma entrevista à colunista Patrícia Kogut, em que fala sobre o sucesso na web e, de quebra, projetos pessoais.

– Eu tento usar minhas redes da melhor maneira possível, para plantar sementes sobre certos assuntos. Estou sempre falando de política, meio ambiente e, mais recentemente, racismo. Mas é impressionante: basta colocar uma foto minha mais à vontade que a repercussão é muito maior. Não tenho o que fazer. Só dosar mesmo esse tipo de foto, como já faço. É no máximo uma vez por semana, declarou o ator.

Ainda assim, ele diz que encara a repercussão com tranquilidade.

– De toda forma, não me incomoda, levo tudo de boa. A gente tem que ter paz interior, porque o mundo inteiro está sempre provocando. Se nos preocuparmos com tudo, não vamos fazer outra coisa. E é legal saber que, mesmo estando há dois anos fora do ar na TV, tanta gente me acompanha e repercute o que falo e faço.Publicidade

Assim como Sandy, Sérgio trabalhou na novela Estrela-Guia, que entrou no no catálogo do Globoplay nesta segunda-feira, dia 6. Na trama, ele protagonizou um par romântico com Thais Fersoza.

– Foi uma estreia maravilhosa, ao lado de Nelson Xavier, Lilia Cabral e muita gente que eu admirava demais. Naquela época, tínhamos a esperança de que iria começar uma nova era, e a novela falava sobre isso. Foi muito especial. 

O ator também está no ar na reprise de Apocalipse, na Record, e no programa Só coisas boas, em seu canal no YouTube:

 – Eu sempre tive vontade de ver algo na TV que fosse totalmente positivo, com notícias realmente relevantes. Além disso, buscava algo que fosse palatável para todo tipo de gente. Não entrevisto tantos famosos, e sim figuras como o Padre Fábio de Melo e a Monja Cohen, que podem empoderar e tranquilizar as pessoas neste momento que estamos vivendo. A resposta do público tem sido muito boa.

Com o programa e um projeto para o cinema, Marone contou que está passando a maior parte da quarentena trabalhando. 

– Estou sem tempo até para me alimentar. Quando a quarentena começou, achei que ia fazer vários cursos e cheguei a me matricular em alguns, mas depois não consegui fazer nada além de trabalhar. Faço tudo do programa praticamente. Tenho duas pessoas que me ajudam. E estou finalizando o longa Jesus Kid, que eu produzo, além de estrelar. É baseado no livro do Lorenzo Butarelli e dirigido pelo Aly Muritiba. Esses dias gravamos a trilha sonora original com uma orquestra, diz ele.

Por: Estrelando

saiba antes via instagram @amaisinfluente