2.0 // FAMOSOS 

A vez das suculentas

Por: Roberto Rabello

As suculentas são plantinhas fofinhas, que caíram nas graças do gosto popular.


Elas são charmosas, fáceis de cuidar e ótimas opções de presentes, por terem preços acessíveis e por serem encontradas em diversos lugares. As suculentas trazem um ar de frescor aos ambientes, não ocupam muito espaço e nem exigem muito tempo de dedicação. Estas plantinhas mimosas, quando cultivadas em ambientes de trabalho, possuem o poder de reduzir o estresse, agindo diretamente na frequência cardíaca e pressão arterial, segundo um estudo realizado pela Universidade de Surrey, no Reino Unido.

E com as suculentas, também é possível criar lindos terrários e deixar sua casa cada vez mais bonita e charmosa. Existem diversos tipos de terrários, abertos ou fechados, fáceis de montar e práticos em sua manutenção. Podem ser feitos em vasos de cerâmica ou vidro. Também podemos aproveitar materiais como aquário desativado, garrafas, copos, bomboniere etc).

Como as suculentas não toleram excesso de umidade, é necessário que o substrato seja poroso na sua composição. Para isso, é importante que ele seja formulado com areia de construção. Sua formulação para 5 kg deve ser de 4 Kg de Condicionador de Solo “Classe A” + 500 gramas de Areia + 500 gramas de Nutrientes (Casca de ovo seca e moída no liquidificador + Cinzas de churrasqueira peneirada).

Escolha o recipiente em que irá montar seu terrário. Se for de cerâmica, plástico ou cimento, deve ter a mesma preparação do plantio de um vaso comum, com drenagem (seixos, brita, cacos de telha). Em seguida, coloque o substrato de crescimento, encaixe as mudas das suculentas e a decoração, como desejar. Use a criatividade e monte a paisagem que mais lhe agradar.

Na montagem de terrário em vidro, o cuidado deve ser mais criterioso, pois o recipiente não possui saída de água. Deve-se fazer a drenagem com argila expandida ou brita. Em seguida, coloque uma camada de carvão vegetal, para absorção do excesso de umidade. Acima do carvão, é importante ter uma camada de areia grossa. A partir daí, espalhe o substrato de crescimento (seixos, biobric, esfagno, musgo, etc.), faça o plantio das mudas e complete com a decoração.

Em cerâmica ou em vidro, é necessário umedecer o substrato de crescimento, para que a terra não escorra, na hora de fazer os buracos para as mudas. Você pode aguar o terrário, apenas quando o substrato estiver seco ou borrifar água em suas folhas. Preste bem atenção, pois as suculentas não gostam de muita água.

¬Roberto Rabello – Flores & Plantas

Roberto Rabello atende no seu atelier com hora marcada ☎️95486-5294
Instagram: @robertto.rabello
Facebook: Roberto Rabello Rabello

saiba antes via instagram @amaisinfluente