PUBLICIDADE

COLUNISTAS ///

Bastidores do Carnaval carioca

“FOI UM RIO QUE PASSOU EM MINHA VIDA, E MEU CORAÇÃO SE DEIXOU LEVAR”

Apesar da insegurança vivida pelos cariocas devido a crise financeira e a corrupção que abalou as estruturas do Estado, os foliões não perderam o humor e o espírito de “ser carioca”. Feijoadas, bailes, blocos, camarotes  e muita gataria solta para alegria de quem caiu na folia.

Os Problemas:

Tudo começou na abertura oficial do carnaval, quando o atual prefeito eleito, disse que não compareceria ao evento, que tradicionalmente consiste na entrega da chave da cidade ao Rei Momo.

No Sambódromo, dois graves acidentes envolvendo os carros alegóricos das escolas Paraíso do Tuiuti e Unidos da Tijuca deixaram 32 feridos e momentos de tensão foram vividos ali e transmitidos ao vivo pelas emissoras de televisão.

Segundo a Liesa, a perícia ainda está avaliando as causas dos acidentes, que provavelmente excedeu o limite máximo de componentes, além de erros de projeto e falta de fiscalização de órgãos responsáveis.

Segue o baile…..

 

Feijoada do Amaral comemora 40 anos

Após dois anos sem realizar a mais tradicional e badalada feijoada carioca, de Ricardo Amaral, mais conhecido como o “Rei da Noite”, volta com a mesma excelência, requinte e fartura do seu tradicional feijão no sábado de carnaval, que este ano foi assinado pela chef Heaven Delahey.

O local escolhido foi o Le Club, no Vogue Square, na Barra da Tijuca. A viplist selecionada pelo anfitrião, este ano deixou algumas pessoas de fora, mas sobre esse quesito, ele entende do riscado.

Na oportunidade, Ricardo anunciou a data da reinauguração do lendário Clube Privé Hippopotamus, que acontecerá no próximo

dia 10 de abril, na Rua Barão da Torre, o mesmo local onde funcionava a boate que abrilhantou as noites cariocas por 26 anos.

Confira nas fotos de Eduardo Tucci

 

_______________________________________________________________________

O luxo das Gueixas à beira mar

Belmond Copacabana Palace promoveu um dos mais luxuosos bailes carnavalescos do Rio. O evento aconteceu no último sábado (25), com a decoração assinada por Mário Borrielo e a supervisão geral de Andrea Natal, diretora do hotel.

Os tons pastéis se destacavam no ambiente luxuoso e inspirado na cultura japonesa.

Sabrina Sato eleita a rainha do baile 2017, sempre alegre e simpática, atendeu fãs, tirou selfies ao atravessar no tapete vermelho localizado na entrada do hotel.

Mulheres deslumbrantes, homens imponentes, a sofisticação do buffet servido e muita Veuve Clicquot fizeram da noite, o êxtase do carnaval. A socialite e promoter carioca Marcia Veríssimo, foi eleita a mais elegante da noite, num poderoso vestido e arranjo de cabeça confeccionado por Denny Feitosa.

Confira a badalação nas fotos de Bruno Ryfer e Miguel Sá

 

_______________________________________________________________________

Os  blocos pela cidade…

Codão do Boi Tatá, Banda de Ipanema, Cordão da Bola Preta, Simpatia É Quase Amor, Carmelitas, A Favorida e o Bloco da Preta, foram alguns que arrastaram multidões. Segundo informações da Polícia Militar, mais de dois milhões de pessoas brincaram nesses blocos, causando muito transtorno na cidade e interferindo na circulação dos transportes públicos.

Alguns registros…

 

_______________________________________________________________________

CAMAROTES

Este ano a coisa não foi tão boa. Talvez a crise tenha influenciado bastante nas mordomias e cardápios sofisticados que eram servidos nos camarotes da Sapucaí. Praticamente todos os camarotes venderam suas credenciais, com exceção da cervejaria Itaipava que  realizou uma viplist para 600 convidados.

Em alguns, rolou barraco entre famosos, exagero de bebida que deixou  alguns perdidinhos e caídos  já no raiar do dia. E o  tal do cigarrinho proibido? Melhor deixar quieto esse assunto.

Os mais badalados continuam sendo o “Camarote Rio”, “Allegria”, “Camarote Nº01”, “Grande Rio” e “Rio Samba e Carnaval”.  O “KING” e “A Festa” estrearam este ano, que apesar de poucos vips, foram bem no batismo de 2017.

Vamos circular….

 

_______________________________________________________________________

Baile da Arara resgata a magia dos antigos bailes

Amantes de Carnaval, e sentindo falta de uma festa autêntica para amigos durante os dias de folia no Rio de Janeiro, a dupla Malu Barretto e Pedro Igor Alcântara, do escritório criativo carioca Arara, pilotaram a segunda edição do Baile da Arara ontem (28.02), num casarão em Santa Teresa. Com tema “Delírio Tropical”, a festa reuniu 600 convidados, entre eles artistas, atores, atrizes, músicos e celebridades nacionais e internacionais, em uma casa com amplos salões e jardins tropicais decorados pelo cenógrafo e hôtelier francês Jean Michel Ruis.

Confira nas fotos de Bruno Ryfer

 

_______________________________________________________________________

ÁGUIA CAMPEÃ

Com enredo falando sobre o rio inspira os homens. De suas águas, pescam o sonho e o conhecimento, colhem a história e o encantamento. O rio azul e branco nasce da fonte de onde se originam a vida e as culturas humanas, a PORTELA quebra o jejum de 33 anos e leva o título de campeã do carnaval carioca 2017, com a colaboração do grande carnavalesco Paulo Barros.

_______________________________________________________________________

NOVO TEATRO PARA OS CARIOCAS

No próximo dia 6 de março, vai ser inaugurado o Teatro do Saara, espaço para espetáculos no Largo de São Francisco.  O objetivo é conquistar o público de visitantes e trabalhadores do Centro na hora do almoço, com espetáculos curtos a preços de R$ 3. Serão apresentadas cinco peças curtas, inspiradas no gênero grand guinol, com direção de Fernando Maatz, sempre de segunda a sexta, três por dia, entre 12h e 15h.

Querem saber mais?  Aguardem a edição impressa da revista no mês de Abril, que trará uma cobertura completa do maior show da terra.

Até lá!

 

PUBLICIDADE