PUBLICIDADE

saúde

Cada vez mais procurado pelo público feminino, especialista explica como funciona o transplante capilar

Dermatologista Gustavo Martins explica dúvidas sobre o procedimento de transplante capilar

 O transplante capilar é uma técnica cirúrgica cada vez mais popular no Brasil e no mundo, e vem sendo cada vez mais procurado entre mulheres que enfrentam problemas de calvície e rarefação capilar. Esse procedimento, antes associado principalmente aos homens, tem ganhado destaque como uma opção eficaz para corrigir questões estéticas relacionadas ao cabelo.

 De acordo com o Dr. Gustavo Martins, dermatologista e presidente do Instituto Brasileiro de Transplante Capilar, o transplante capilar feminino está em ascensão, sendo indicado para mulheres com testa alta ou alopecia androgenética, mais conhecida como calvície feminina. Ele ressalta que muitas mulheres sofrem com a perda de cabelo, o que pode resultar em uma desarmonia facial e uma sensação de desconforto. “Essas mulheres sofrem com uma perda de cabelo, com aumento da testa, desarmonia no rosto, os fios ficam ralos e com pouco volume. Isso prejudica a autoestima, e elas procuram formas de tratamento e cuidado”, afirma Gustavo.

 

Dr. Gustavo Martins

Existem diferentes técnicas de transplante capilar disponíveis, adaptadas às necessidades e preferências individuais das pacientes. “Uma abordagem comum é a técnica FUE, que permite a extração dos folículos capilares da parte de trás da cabeça sem a necessidade de raspar a área receptora na frente. Isso permite uma recuperação mais discreta”, destaca Martins.

É importante ressaltar que a escolha da técnica adequada deve ser feita após uma consulta médica detalhada, levando em consideração o tipo de alopecia, as características do cabelo e as preferências da paciente. A cirurgia em si é considerada minimamente invasiva, utilizando microscópios e técnicas de incisão precisas para garantir resultados consistentes e naturais. 

A influencer digital Adriana Muller compartilhou sua experiência positiva com o transplante capilar, destacando os resultados promissores após o procedimento, feito na Turquia. “Fiz a cirurgia que durou 8 horas. Ela é bem longa, foi tirado um palmo de cabelo da parte de trás. Eles retiram os folículos com um aparelho, um total de 3 mil fios de cabelo para serem implantados na parte da frente. O pós-operatório foi dolorido, senti um pouco de dor na cabeça ainda. Porém, o resultado está promissor. Já está nascendo cabelo, já tenho muitos fios novos, preenchendo totalmente o buraco da parte da frente que eu tinha”, afirma Adriana.

 

Adriana Muller

Ela explica que o cabelo vai começar a aparecer maior em torno de seis a oito meses. Mas em quatro semanas ela já percebeu o aparecimento dos fios. “É um bom procedimento, inclusive até para quem quer reduzir a testa. É melhor do que fazer a cirurgia de redução de testa, porque o implante capilar permite com que você adicione cabelo onde não há, onde não irá crescer, então é incrível, foi um sucesso”, conclui a influenciadora.

O testemunho de Adriana ressalta a eficácia e os benefícios do transplante capilar, não apenas para restaurar o cabelo, mas também para melhorar a autoestima e a harmonia facial das mulheres. Com os avanços na tecnologia e na técnica cirúrgica, o transplante capilar continua a ser uma opção viável e cada vez mais popular para aqueles que desejam recuperar a plenitude capilar.