PUBLICIDADE

Claudia Jannuzzi

Claudia Jannuzzi: O começo do fim…

Sim, estamos nos aproximando do final do ano de 2020. Um ano que tinha uma certa bossa no nome, afinal 20 20 era um número fácil, mas que traria dificuldades inimagináveis. Muitos desejam extirpar esse ano de seus calendários, mas apesar das perdas, desafios, reinvenções e enfrentamentos, não foi justamente neste ano da sua vida que você se mostrou forte? Ou capaz de suportar desafios que não supúnhamos? Então, faça o seu balanço, aprenda com a dificuldade e se prepare para receber um 2021 de muito amor, muita saúde, muita paz e de muita, muita fé.

 

E como 2020 foi o ano de nos reinventarmos, que tal conhecer práticas novas para nosso dia a dia ?

Com que roupa eu vou? Festas de Ano Novo ganham formas econômicas no setor de vestuário com aluguel por ocasião.

O ano de 2020 vai ficar marcado na história, afinal foram tantas mudanças, adaptações na vida, nas empresas e no nosso comportamento. Com a diminuição de vida social e de circulação nas ruas, muitos passaram a diminuir o consumo nos gastos com vestuário, mas chega o final de ano e as tradicionais necessidades da roupa nova para o Natal em família, ou para as festas de Réveillon. E será que vale a pena comprar mais roupa para ficar guardada e ser usada esporadicamente, ou só nos dias das festas? É momento para grandes consumos? Já pensou em alugar? Pensando nisso a Maristar lançou essa nova prática.

“Nossa proposta é diminuir o consumo desnecessário, auxiliando ainda na escolha de opções interessantes para qualquer momento da mulher. São peças finas e de marcas reconhecidas no mercado, que passam a ser democratizadas, em um novo formato de consumo, com preços acessíveis. É um serviço de moda consciente, que também possui consultoria fashion, ajudando a elevar a autoestima da mulher, que se sentirá dentro da moda, se dando ao luxo de não repetir roupas, porém, sem precisar acumular peças em casa, para isso”, dizem as amigas e sócias Maristela Alcântara e Priscila Cotrim, que lançaram no final de novembro a Maristar.

Se reinventando da farmacêutica para as guloseimas

Após trabalhar por oito anos na área de vendas e marketing de uma indústria farmacêutica, a carioca Roberta Mallet, de 36 anos, decidiu empreender. Motivada pela maternidade e pela paixão pela marca petropolitana de produtos artesanais Pavelka, decidiu abrir seu primeiro negócio, uma filial da marca em Copacabana.
O carinho depositado na fabricação artesanal dos produtos é o segredo para o sucesso de tantos anos desta segunda geração, comandada por Richard Pavelka. “É muito motivador abrir um negócio, onde os produtos são produzidos com tanto capricho e de forma artesanal”, destaca Roberta. Do famoso pão com linguiça, ao croquete de carne, além do famoso strudel de maçã, tudo é feito na hora, super fresquinho. Vale a visita!

Aniversários influentes

Viviane Cohen

Dra. Hazel

Fernando Joly

Marly Sampaio

Kity King

Carlos Lamoglia

José Olímpio

 

PUBLICIDADE