PUBLICIDADE

Miriam Freitas

Coprodução Globo Filmes, “Minha Irmã e Eu” chega a 1 milhão de espectadores nos cinemas e se torna longa nacional com maior público pós-pandemia

Susana Garcia, Ingrid Guimarães e Tatá Werneck no set de “Minha Irmã e Eu”

A comédia “Minha Irmã e Eu”, dirigida por Susana Garcia e protagonizada por Ingrid Guimarães e Tatá Werneck, acaba de superar a marca de 1 milhão de espectadores nos cinemas e se torna o filme nacional com maior público pós-pandemia. Os dados são da Comscore. O longa coproduzido pela Globo Filmes ultrapassou “Turma da Mônica: Lições” (2021), que levou mais de 819 mil pessoas para as telonas. 

“Minha Irmã e Eu” é o terceiro filme de Susana Garcia a superar a marca de 1 milhão de espectadores nos cinemas. Os outros dois longas da diretora que ultrapassaram esse número foram “Minha Vida em Marte” (2018), que levou mais de 5,2 milhões de pessoas para as telonas, e “Minha Mãe É uma Peça 3” (2019), com mais de 11,5 milhões de público. Os três longas-metragens são coproduzidos pela Globo Filmes. 

“Trabalhamos muito no roteiro de ‘Minha Irmã e Eu’ durante um ano e meio para deixá-lo muito bom e fizemos um trabalho no set para as cenas acontecerem da melhor forma possível e estarem muito engraçadas ou emocionantes. Acredito que impactou as pessoas por três fatores: o filme é muito engraçado, emociona e causa identificação. O filme quando é muito engraçado e tem uma camada a mais, ele te emociona, você sai preenchido. É o que chamamos de ‘dar o pulo do gato’, você sai adorando e ainda recomenda para as pessoas assistirem. Você quer voltar para ver no cinema novamente. É um filme que estimula o boca a boca”, enfatiza Susana Garcia. 

A diretora ainda destaca como essa retomada do público aos cinemas é fundamental para o cinema brasileiro. “Essa conquista anima toda a indústria cinematográfica, os criadores, a parte artística, os patrocinadores e o público no geral fica mais acreditado com o cinema nacional. Sabemos que tem sido difícil o público voltar para as salas de cinema, mas ele volta, existe esse público que conseguimos tirar de casa”.  

Na trama de “Minha Irmã e Eu”, as irmãs Mirian (Ingrid Guimarães) e Mirelly (Tatá Werneck) nasceram no interior de Goiás, mas moram em cidades diferentes. Quando a mãe delas desaparece, as duas deixam de lado as diferenças e se unem para procurá-la, numa viagem que pode mudar suas vidas. O filme é uma produção da Paris Entretenimento, com coprodução Globo Filmes, Paramount Pictures, Telecine, Simba e distribuição da Paris Filmes. 

Por: Míriam Freitas 

Colunista Social