PUBLICIDADE

motivacional

Férias escolares: passatempos legais para incrementar esse período

Débora Máximo

Débora Máximo, criadora de conteúdo, fala como aproveita o recesso com os filhos

Julho é sinônimo de criança de férias. Uma breve pausa na escola, hora de guardar os livros e cadernos e, claro, se divertir bastante pelos próximos dias. E para preencher, ainda mais, essa época, por sinal, tão aguardada pelos pequenos, atividades sem fim: sair com os pais, brincar com os amigos de pique pega, esconde-esconde, amarelinha, de boneca ou de carrinho; jogar bola, videogame, assistir aos desenhos preferidos, ou séries, na tv, no celular, etc. Opção, é o que não falta!

Débora Máximo, criadora de conteúdo, é mãe de Bernardo (11) e Maria Eduarda (09) e, no momento, vive essa fase. Explica que quando há oportunidades de viajar, visitar, conhecer novos lugares, o marido e ela planejam o passeio com antecedência, mas caso contrário, ambos preparam todo um cronograma, em casa mesmo, de uma forma mais leve, no meio da rotina. “Buscamos programas com nossos filhos. Aqui no RJ, existem ótimos museus, sem esquecer das exposições maravilhosas, itinerantes e que acabam indo para os shoppings”.

Muito além do que curtir com eles, é ensiná-los, segundo Máximo, fatos que contribuirão para o crescimento deles. “Temos funcionários e, por isso, não precisam se ocupar com uma série de coisas. Porém, necessitam aprender de um tudo. Demos (o pai e eu) tarefas: arrumar o quarto, pentear o cachorro… e algumas dessas, remuneramos. Estão super empolgados! A Duda, por exemplo, coordena e administra o quanto vai ganhar, onde e como vai gastar. Na verdade, já fazíamos isso, entretanto, com o recesso escolar, ficou mais produtivo”.

Débora, fala também da “recriação” com matérias recicláveis. “Minha filha cria casas de boneca com caixa de sapatos. É tipo maquetes. E o Be, ainda completa a maquete com lego. Eu acho isso muito legal, porque mexe com a criatividade, pois coloca em prática coisas que constroem dentro de si, uma dimensão diferente daquela criança que passa horas no computador, no vídeo game”.

Para finalizar, Débora acrescenta: “Cada férias, é uma nova fase! A dinâmica muda, as vivências se tornam diferentes, todavia, que agregam valores da mesma forma. Semestre que vem, será outra história”.