PUBLICIDADE

motivacionaltecnologia

#Golpe: Homem usa Tinder e ‘rouba’ 100 mil reais

Duas mulheres, de Nova York, sofreram golpes de um cara no aplicativo Tinder. Tristan Acocella – nome fake – fingiu ser funcionário do banco Goldman Sachs e no meio das conversas, dizia que precisava pagar os custos de um tratamento de câncer da irmã.

Mas na vida real, ele se chamava Brandon Kiehm e trabalha como dog walker em Roosevelt Island.

Parte do release do crime, acusando Brandon Kiehm (nome verdadeiro do golpista) de falsidade ideológica, fraude e furto (Foto: Divulgação )

Vamos explicar como as mulheres caíram nessa: depois de alguns meses tendo encontros românticos, ele dizia as mulheres que a carteira dele havia sido roubada e que precisava pagar o tratamento da irmã. O namoro com a primeira vítima começou em julho/2015. Depois de três meses, ela emprestou 14 mil dólares. Em um segundo rolo, ele conseguiu 12 mil dólares.

Segundo a matéria do “New York Magazine” publicada essa semana, a verdadeira mãe de Brandon Kiehm confirmou à polícia que nem ela e nem sua filha já sofrerem de câncer. Enquanto isso, Brandon foi acusado pela Suprema Corte do estado de Nova York de praticar três crimes: furto, falsidade ideológica e fraude.

PUBLICIDADE