PUBLICIDADE

6.0 - DIVERSÃO

Ilha Concreta em SP

O movimento artístico caracterizado pela pureza das formas e pela exatidão do contorno, o concretismo cubano está presente pela 1ª vez no Brasil na Dan Galeria em SP.

A mostra “La Isla Concreta“, com curadoria de Osbel Suárez, ex-Museo Reina Sofia, reúne 48 obras de 11 artistas – é o grupo original Diez Pintores Concretos mais José Rosabal, que substituiu Pedro Álvarez em 1960.

Bem atuantes nos anos 50, antes da ascensão de Fidel Castro ao poder, os cubanos concretistas chegaram a participar de 7 edições da Bienal de SP. Apesar disso, no catálogo da expô, Suárez lembra o quanto a pintura geométrica da ilha chegou a quase desaparecer e ainda hoje é um dos capítulos menos conhecidos da abstração latino-americana.

Contrariamente ao concretismo brasileiro, o movimento concreto cubano não tem diálogos com a fotografia experimental nem poesia ou arquitetura. A única exceção é Clara Porset, espécie de Lina Bo Bardi cubana, que foi pioneira do Desenho Industrial.

Serviço: 

Até 15/10, de segunda a sexta das 10h às 19h; sábado das 10h às 13h
Dan Galeria: r. Estados Unidos, 1638, Jardim América, SP
(11) 3083-4600
Entrada gratuita

130916-isla-concreta-sandu-darie