PUBLICIDADE

motivacional

Laboratório Contraprova: credenciado na Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito) para a realização de exames toxicológicos

Foto: divulgação

O quinto mês do ano é dedicado à campanha Maio Amarelo, cujo propósito é alertar cidadãos, maiores de 18 e com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em dia, sobre os números de óbitos e feridos. Com os exames toxicológicos, válidos para motoristas das categorias C, D e E, se identifica substâncias lícitas (medicamentos psicoativos) e ilícitas (drogas  de abuso) no organismo humano, o que evitará acidentes, garantindo o bem estar de todos em ruas e estradas. Assim, é de suma importância que os resultados não estejam alterados de forma ilegal, portanto, falsificados. Mudar o diagnóstico, para o próprio benefício, trará graves consequências a si e aos outros no trânsito, sendo considerado crime. A pena, em regime fechado, varia entre um e cinco anos.

Vale ressaltar que o exame toxicológico (feito com amostras de pelos ou cabelos do paciente) deve ser realizado em laboratórios credenciados pela Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito) e o Contraprova, é um deles. Com um atendimento de excelência e qualidade, é acreditado pela ISO 17.025 do INMETRO no programa FORENSE para a Senatran e Portaria 116 do MTPS, que garante o atendimento aos requisitos de toxicologia forense, reconhecidos internacionalmente e às “Diretrizes sobre o Exame de Drogas em Cabelos e Pelos: Coleta e Análise”, da Sociedade Brasileira de Toxicologia – SBTox.