PUBLICIDADE

Miriam Freitas

Miriam Freitas: A simplicidade rege Diogo de Brito Sousa, o cantor e ator Guito, que dá vida a Tibério de Pantanal

Guito regrava “Morada do Sossego” na primeira tapera de Juma no Pantanal. Ator e músico volta ao passado em vídeo de sua nova canção 

A simplicidade rege Diogo de Brito Sousa, o cantor e ator Guito, que dá vida a Tibério de Pantanal. E foi o saudosismo de suas memórias afetivas que o levou a gravar o vídeo de “Morada do Sossego” na tapera da primeira Juma Marruá, Cristiana Oliveira.

A tapera da primeira edição está há anos ali, exalando história. História que transformou o rumo da minha vida”, comenta Guito. E com este registro o ator se despediu das gravações no Mato Grosso do Sul. O vídeo poderá ser conferido no canal do YouTube de Guito, a partir do próximo sábado, 25. https://www.youtube.com/c/guitoshow.

A composição de Maringá Borgert, tocada na novela por Tibério, dá sequência ao projeto de Guito como cantor, afinal, ele sempre diz, “…quero continuar com as minhas traias estrada a fora.” Conhecido por sua ética e sua índole pautada pelo respeito à natureza, a vida simples, a sua música, e privilégio de ser o Tibério, com quem tanto se identifica, papel conquistado por esta semelhança, observada pelos produtores de elenco da novela.

As suas composições “Empatia” e “Escute As Montanhas” já fazem parte da bela trilha sonora da novela. Confira o vídeo de “Morada do Sossego” neste sábado, no canal: https://www.youtube.com/c/guitoshow

 Guito: o violeiro presenteado com Tibério de Pantanal

Violeiro, cantor e ator, a arte o fez trocar a carreira corporativa pelas estradas da vida

O Pantanal tomou conta do Brasil. O que o público ainda não sabe é que Tibério, o peão violeiro de um dos principais personagens da trama, tem muito da simplicidade e talento de quem dá vida ao personagem. Guito é cantor, músico, compositor, engenheiro agrônomo, ator e vendedor. O mineiro de Lavras tem uma história para lá de aventureira, mas uma única paixão: a música de viola.

Tudo começou quando formou-se engenheiro guiado pela primeira versão da novela, de 1990, mas Diogo de Brito Sousa largou o cargo de executivo de uma multinacional em São Paulo para retornar às origens após o nascimento do primeiro filho. A icônica Rural Willys cumpriu seu papel de utilitário com maestria. O carro comprado e reconstruído em 2017 acompanhou Guito pelo País em meio a apresentações e vendas de queijo da Serra da Canastra, vinhos e cachaça, com destino à realização de um outro sonho.

Tibério e Muda

Hoje, casado, pai de Heitor e Lara e residente do Rio de Janeiro, se dedica ao primeiro papel como ator interpretando o personagem Tibério no remake da novela Pantanal. Persistente, Guito entrou em contato diretamente com o autor e pesquisadora de elenco da obra para participar da seleção do elenco. “Tenho gosto por contar histórias, larguei a vida corporativa para viver o meu propósito. A Rural é parte do processo de buscar o controle de minha vida para cantar e vender meus produtos. Viver de mim mesmo”, conta Guito.

O cantor nascido em 1984 toca violão, viola e gaita inspirado por Almir Sater e Sérgio Reis, e tem como referências Zé Geraldo, Raul Seixas e Leonardo. As suas composições “Empatia” e “Escute As Montanhas” fazem parte da bela trilha sonora da novela, outras 5 podem ser encontradas no canal oficial do Youtube e nas plataformas de áudio. Para o futuro, planeja a gravação do primeiro DVD da carreira após o término das gravações.

  

Para Guito, não há aventura impossível. O mineiro, que já morou em 15 cidades do Brasil, ainda dirige sua Rural 1972, leva os filhos para a escola de bicicleta, gosta de cozinhar o próprio alimento e foca em levar a música de viola a muitos outros lugares.

Por: Míriam Freitas 

Colunista social