PUBLICIDADE

COLUNISTAS ///Miriam Freitas

Miriam Freitas – Celebridades: O atleta Tomas Alvarez

Um jovem que saiu do pequeno balneário de Búzios, região dos Lagos no Rio de Janeiro e chegou a Austrália, com esforço, dedicação e amor ao Surf.

Tomas Alvarez (24 anos) chegou para morar na cidade maravilhosa de Armação dos Búzios, e a praia de Geribá tornou-se o fundo do quintal de sua casa onde passou a infância. Aos 6 anos, teve seu primeiro contato com o surf na Escolinha Municipal, onde ficou em pé pela primeira vez em uma prancha para nunca mais parar de surfar, já se destacando com seu estilo e sendo elogiado pelos instrutores.

Incentivado por seus pais Enrique e Sandra ganhou de presente a primeira prancha, achando que seria apenas mais um hobby das variadas atividades que o menino praticava. Só que o Tomas não levou por esse lado, abraçou o surf com corpo e alma dedicando o tempo livre para aperfeiçoar seu desempenho dentro da água.

Veio o convite de seus instrutores para participar da sua primeira competição, um Circuito Buziano na praia de Geribá. Foi o primeiro passo para despertar o espírito competitivo dentro dele, chegando a ser premiado com apenas 10 anos de idade no pódio dos vencedores.

Tomas impressiona pela facilidade como executa as manobras e também por sua persistência e dedicação aos treinos. Seu estilo é conhecido pelos amigos como ”agressivo e maluco” por manobrar nos lugares mais críticos.

Atleta exemplar dentro e fora da água, educado e tranquilo, Tomas está sempre de bem com a vida, focado em cada evento que compete sempre levando a bandeira da cidade de Búzios aos lugares mais altos dos pódios.

”Fiz minha primeira surf-trip para o Peru com meu pai. Que experiência incrível! Conhecemos desde o sul até o norte Peruano em 11 dias. Ele era uma pessoa que gostava de ver minha vontade de ganhar e apostava suas fichas na minha carreira. Infelizmente, ele veio a falecer deixando ótimos ensinamentos e uma família incrível para seguir em frente: minha mãe Sandra e meus irmãos Camila e Lautaro”, diz.

Esse foi uns dos piores momentos da vida do jovem, que em meio a muita dor e dificuldades não perdeu seu foco, encontrando inspiração nas boas lembranças deixadas pelo pai, criando forças para se superar cada dia mais e seguir em frente. Além de atleta profissional, Tomas também aposta suas fichas nos estudos; é formado em Administração de Empresas na Universidade Estácio de Sá. 

Apesar de sua curta idade, Tomas já carrega grande bagagem de experiências, surftrips, competições, troféus e muitos treinos dentro e fora da água. 

Ao longo da carreira, o garoto já se consagrou campeão dos circuitos Carioca, Macaense, Cabofriense, Campista. Campeão Carioca Universitário, vice-campeão Brasileiro Universitário, sétimo colocado no Sul-Americano Argentino, dentre outros bons resultados que fazem parte do cantinho de troféus, onde carrega forças para seguir.

“Antes de finalizar a faculdade eu já pensava em viajar para o exterior para competir e estudar. Então, resolvi entrar de cabeça nesse sonho e comecei a trabalhar quase que o dia inteiro por aproximadamente seis meses para poder viajar. Eu dava aula de surf, consertava pranchas, trabalhava de bartender e ainda fazia uns freelances extras no Verão. Foi realmente muito puxado, mas hoje eu sou muito grato, porque eu sabia que isso iria se tornar realidade.

Tive o grande suporte da agência Egali Intercâmbio, que acompanhou toda a minha caminhada e me direcionou para que tudo desse certo. Atualmente, morando na cidade de Gold Coast, Austrália, me preparo para imergir no mundo das competições internacionais. Eu sempre sonhei vir para a Austrália e morar nesse país que respira a essência do surf. Venho me dedicando bastante nos treinos e aproveitando para conhecer novos lugares por aqui ao redor enquanto as fronteiras não abrem”.

Pandemia

“Estamos passando uma situação difícil no nosso mundo, mudanças estão vindo e precisamos ser fortes para passar essa fase. Aqui na Austrália a situação está bem controlada atualmente. O governo tomou medidas de prevenção e criou restrições que estão funcionando e sendo respeitadas”.

Idioma

“Sobre o idioma é algo que sempre sonhei. Hoje posso dizer que estou realizando, graças à escola Imagine Education Australia, que esta sendo fundamental para meu aprendizado. Eu realmente estou muito feliz de estar vivendo este sonho e realizando algo que mentalizei demais. Eu sou prova viva de que se a gente quer alguma coisa, a gente consegue conquistar. Hoje eu estou trabalhando com aulas de surf e consertos de pranchas, vivendo e respirando o surf ao meu redor. “Encontrei o meu lugar no mundo!”, finaliza Tomas.

PUBLICIDADE