PUBLICIDADE

Miriam Freitas

Miriam Freitas: Muita emoção no Filme de Murilo Benício que é aplaudido de pé no Festival do Rio no cine Odeon

 “Pérola”

 Por Murilo Benício

Drica Moraes- Emociona e faz sorrir todo público

‘Pérola’ teve sua première neste sábado, 8/10, na mostra de cinema.

Drica de Moraes 

Murilo Benício 

É feito de coração para todo mundo. Acho que todo mundo vive um pouco disso e se retrata um pouco. Foi uma felicidade ter conseguido chegar às pessoas. Poderia ter feito tudo isso e não ter conseguido chegar até elas. Acho que isso é que importa no projeto mais do que qualquer coisa.” Disse Murilo.

Murilo me respondeu sobre homenagear sua Mãe no filme “Pensei em usar a história da peça pra contar um pouco da minha história o que torna universal para todos”

É uma obra prima. O filme pega na parte pessoal da pessoa. Lembrei da minha mãe… Não tenho palavras. É a segunda vez que vejo e me emociono igual. Tem muito da nossa avó também (Berenice, mãe de Murilo que morreu aos 70 anos de câncer, em 2012). Vemos nossa própria família no filme. Meu pai sempre colocava a trilha sonora para a gente ouvir em casa.”

Após sua estreia como diretor em “Beijo no Asfalto” (2017), Murilo Benício retorna na direção de seu segundo filme, “Pérola“, uma comédia dramática baseada em um dos maiores sucessos do teatro brasileiro.

 O filme conta a história da matriarca Pérola, pelo olhar e memória do seu filho Mauro. Uma história, acima de tudo, sobre o reencontro de uma mãe e seu filho, com conflitos e sonhos traduzidos na construção de uma piscina no quintal de casa. Um retrato de uma família comum, que briga, faz as pazes, comemora, chora e segue cheia de histórias.

Pietro, filho caçula de Murilo, do casamento com Giovanna Antonelli, contou que essa foi a segunda vez que ele assistiu ao filme e mais uma vez se emocionou com a mesma intensidade:

É uma obra prima. O filme pega na parte pessoal da pessoa. Lembrei da minha mãe… Não tenho palavras. É a segunda vez que vejo e me emociono igual. Tem muito da nossa avó também (Berenice, mãe de Murilo que morreu aos 70 anos de câncer, em 2012). Vemos nossa própria família no filme. Meu pai sempre colocava a trilha sonora para a gente ouvir em casa.”

Pai e filho choram após o filme abraçados 

Muitos artistas estiveram presentes, além do elenco. 

A linda atriz Alanis Guillen, nos relatou que depois da novela, é seu momento agora  de descanso com a família, estudos e reflexão.

Paolla Oliveira – convidada

Elenco: Drica Moraes, Léo Fernandes, Rodolfo Vaz, Valentina Bandeira, Cláudia Missura, Lavínia Pannunzio, Marianna Armellini, Jefferson Schroeder, Gustavo Duque

Participação especial: Louise Cardoso, Gillray Coutinho e Gustavo Machado 

Sobre o diretor MURILO BENÍCIO: após se consagrar como um dos grandes nomes da atuação brasileira, destacando-se em novelas como “A Favorita” (2009), “Ti Ti Ti” (2010), “Avenida Brasil” (2012) e, atualmente, “Pantanal”, Murilo começou a investir em sua carreira atrás das câmeras. Sua estreia na direção foi bem recebida pela crítica, com “Beijo no Asfalto”(2017), uma adaptação da peça de Nelson Rodrigues estrelada por um elenco de peso: Lázaro Ramos, Débora Falabella e Fernanda Montenegro. Hoje, lança seu segundo longa-metragem, “Pérola“.

 Parabéns a esse elenco incrível!!

 

Isabel Teixeira- prestigiando o amigo

Por: Míriam Freitas 

Colunista Social