PUBLICIDADE

televisão

No Limite acumula baixa audiência e frustração do público

Anunciado com pompa e circunstância ainda com o sucesso do BB21 no ar, o No Limite, primeiro reality exibido no Brasil, tinha tudo para ser uma grande atração da Globo. Com um elenco só de ex-BBBs, um local paradisíaco para a gravação e uma edição de imagens de primeira, o programa perdeu a força da expectativa e entregou uma realidade cruel que a cúpula da emissora tentam contornar: baixa audiência, motivo de memes nas redes sociais e  descontentamento dos anunciantes. A escassez severa de comida e o emagrecimento visível dos participantes também geram muitos comentários e críticas. 

Vendido a preço de ouro, como o BBB, o programa não chega nem perto do sucesso da última edição do reality, tendo críticas ao elenco e principalmente ao apresentador, que não mostra prazer ou vontade de se envolver com a dinâmica do programa, fazendo algo frio e calculado. O fato de não ser diário e não haver interação com o público também são um pontos cruciais do fracasso, pois não permite um vínculo dos telespectadores e as histórias desenvolvidas.

Para tentar reverter a situação foi criado um quadro humorístico no qual o comediante Rafael Infante interage sobre as provas e acontecimentos dos acampamentos, mas a ação também não decolou. No Limite segue sendo o maior fracasso da emissora em 2021 e parece que nada vai te tirar esse posto.

PUBLICIDADE