PUBLICIDADE

festas e eventos

 No Palco do 56° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o ator e cineasta, Roberto Rowntree destaca o ensino e aprendizado como ferramentas de inclusão social.

 

Roberto Rowntree junto com a empresária brasiliense e incentivadora da cultura, Malu Lerario, e a produtora audiovisual Cláudia Bermann – Crédito: Mike Prime

A participação de Roberto Rowntree no 56° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro não foi apenas marcada por sua presença, mas por seu compromisso inabalável em destacar o cinema brasileiro como uma poderosa ferramenta de inclusão e educação social. Para ele, o cinema vai além das telas; é uma maneira de resgatar a história e os valores culturais do Brasil.

Roberto Rowntree e o ator e diretor brasiliense da nova safra do estado, Telmo Cavalcante – Crédito: Mike Prime

O que torna a abordagem de Roberto tão única é sua dinâmica no tratamento do ensino e aprendizado como ferramentas cruciais para a inclusão e formação no universo do audiovisual brasileiro. Ele reconhece o poder transformador do cinema, como uma via de acesso à cultura, à educação e à inclusão social. Sua postura participativa e engajada reforça a ideia de que o cinema não só entretém, mas também educa e conecta, oferecendo oportunidades para todos.

 Presença em festivais nacional e internacional

 No evento, Roberto não apenas reencontrou amigos realizadores do cinema brasileiro, mas também consolidou sua posição como uma figura de destaque nos eventos do audiovisual. Sua presença é constantemente requisitada em festivais tanto no Brasil quanto no exterior, e em cada oportunidade, ele faz questão de enfatizar em entrevistas e debates a imensa importância do cinema brasileiro para a economia do país.

Roberto Rowntree e a produtora audiovisual Cristina Moysés – Crédito: Mike Prime

O festival, além de contar com a participação de grandes personalidades do cinema nacional, ofereceu uma programação maravilhosa. No entanto, a presença de Roberto Rowntree acrescentou uma dimensão especial, evidenciando que o cinema brasileiro não é apenas uma forma de arte, mas uma ferramenta valiosa que transcende as telas, promovendo inclusão, educação e preservação dos valores culturais de um país diverso e rico em história. 

Roberto Rowntree e o presidente do Instituto Chamaeleon, Andrey do Amaral – Crédito: Mike Prime

Conexões e Parcerias Inspiradoras

 Roberto Rowntree é uma presença versátil e cativante no mundo do cinema e das artes. Destacando-se pela colaboração com renomadas personalidades do cinema

nacional. Ao lado de Cristina Moysés, uma produtora de cinema e diretora de arte excepcional, Cristina transcende as barreiras da tela, capturando a essência de cada história com maestria nas cores da leitura visual.

 Com Telmo Cavalcante, um ator brasiliense que debuta na direção cinematográfica, Roberto trabalha uma parceria colaborativa, destacando novas nuances da sétima arte. Em conversas com a talentosa e visionária Malu Lerário, empresária e produtora audiovisual, Roberto enalteceu o excelente trabalho participativo que Malu vem produzindo de forma empreendedora no cenário audiovisual brasileiro.

 Outro momento marcante, foi o encontro de Rowntree com presidente do Instituto Chamaeleon, Andrey do Amaral, que fortaleceu a parceria e missão empreendedora com impacto significativo por meio de projetos que valorizam e resgatam as artes, incluindo iniciativas socioculturais, ambientais e educativas.

 Entre cliques e flashes no tapete vermelho do 56° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Roberto parabenizou a produtora audiovisual Claudia Bermann, que ao longo dos anos tem impulsionado a expressão artística e cultural no campo do audiovisual na região. O sucesso do evento é celebrado em meio a grandes parcerias, contribuindo de maneira participativa e comprometida para enriquecimento do cenário cinematográfico e cultural brasileiro.