PUBLICIDADE

Claudia Jannuzzi

O Novo Normal: fato ou fake?

Vou começar a coluna da semana, com uma pequena reflexão sobre esse novo “Normal”.

Muitos especulam grandes mudanças, uma nova era, um novo mundo! Mas seria isso real ou pura ficção? Acho que precisamos entender que, o que muitos falam  sobre estarmos em readaptação, adequação, transformação e mudanças, já aconteceu. De forma abrupta, mas aconteceu. Já estamos nesse novo Normal; segundo especialistas, pulamos etapas e nos adequamos em cinco meses a realidades que levariam cicno anos para vivenciarmos. A hora agora é de aceitação e para que isso aconteça de uma forma mais leve, devemos levar em consideração três aspectos: desapego, risco e mudança. 

Desapego: é momento de nós desapegarmos do passado, de práticas anteriores, e otimizar o legado que nos foi deixado dessa adequação. Entender que, claro, existe a necessidade de contato físico, e sempre haverá, mas não mais para uma sessão de terapia, ou até uma reunião em outra cidade. Nós podemos sim, e aprendemos isso na marra, usar os meios virtuais que estão à nossa disposição e que estavam subutilizados. Vamos deixar o olho no olho, para um jantar entre amigos, um passeio de final de semana ou até para estarmos mais com nossas famílias, porque entendemos e provamos que somos capazes de trabalhar de casa (home office).

Risco: por mais que futurólogos tenham estudado, sobre o que poderia acontecer, seria pouco provável imaginar tudo o que aconteceu e na velocidade em que aconteceu; então arrisque-se, numa realidade tão nova e incerta, teremos que correr riscos e encontrar a melhor maneira de seguir tocando o dia a dia. Não existe o certo nem o errado para o momento; existe o possível dentro do limite de cada um.Mudança: entenda que a mudança já aconteceu, não fique esperando que exista um marco, um dia para que se diga agora acabou, ou agora mudou. Realize suas tarefas e depois realize de novo e de novo, e essa prática incorporada é parte da sua vida. 

O novo Normal não existe e não existirá, pois na medida em que é novo ainda não conhecemos, e na medida do que se é normal, ou seja conforme a norma, já é corriqueiro. Bem-vindo a tempos Normais!

(Esta coluna dedico a Gisele Estéfano, diretora comercial da Band São Paulo, por tantas trocas e entendimentos do nosso momento).

Polícia Militar do Rio de Janeiro celebra 211 anos, com missa e iluminação do Cristo Redentor


Padre Omar, coronel Marcelo Paiva e Otávio Leite, secretário estadual de Turismo 


Os 211 anos de história da Polícia Militar do Rio de Janeiro foram celebrados com uma missa no Santuário Cristo Redentor. A cerimônia, presidida pelo capelão da corporação, coronel Marcelo Paiva, com a colaboração do padre Omar, foi transmitida ao vivo pelo YouTube, devido ao impedimento de aglomerações. 
O evento teve início ao final da tarde – mais precisamente às 17h30 – e culminou com a iluminação do Cristo, com a cor azul, para simbolizar publicamente a homenagem à PM. A missa foi aberta apenas à Imprensa.

Desfile de moda virtual 


Carol Hungria desfilou sua coleção Secret Garden de forma online. A estilista, que sempre inova em seus desfiles, preparou um belo convite e marcou hora para o evento. Sucesso! Novos tempos de uma mudança que veio para ficar.  

Aniversários influentes

Vanessa Bueno
Ana Teresa Patrão
Felipe Braga
Bruno Chateaubriant
Claudia Audi


PUBLICIDADE