PUBLICIDADE

motivacional

Pedido do impeachment é aprovado pela Câmara

No último domingo (17), os deputados se reuniram na Câmara, liderados por Eduardo Cunha para votar no processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Após 8 horas de votação, foram alcançados os 342 votos necessários para que continue o processo.

Próximos passos: Aprovado na Câmara, o processo segue para o Senado. Caso o presidente da República seja acusado de um crime comum, é o Supremo Tribunal Federal o encarregará de julgá-lo. Nesse caso, que a acusação é de crime de responsabilidade, o julgamento fica aos cuidados do Senado.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Senado decide se inicia o julgamento: O julgamento será instaurado se a maioria simples dos 81 senadores votar pela aceitação do processo. Uma vez aceito, a presidente Dilma ficará afastada do cargo por 180 dias enquanto correm os trâmites e as investigações. Neste período, quem governa é o vice-presidente Michel Temer.

Votação no Senado: Após este período de conclusão das investigações, o impeachment precisa ser aprovado por dois terços dos nossos senadores para acontecer de fato. A sessão do julgamento é comandada pelo presidente do Supremo Tribunal neste caso, Ricardo Lewandowski.

Se não houver maioria e Dilma for absolvida, ela volta ao cargo. Do contrário, a presidente é destituída.

PUBLICIDADE