ARQUIVO ///

Quem tem a Força do Querer?

Por Denise Prado

Assistimos durante um tempo a novela Força do Querer da autora Glória Perez, em muitas cenas assistimos um pouco da nossa vida passando ali diante dos nossos olhos, sim, pois não há como negar que em um momento ou outro identificamos alguém ou alguma atitude de algum personagem com alguém ou alguma situação que passamos ou vimos alguém passar.  O comportamento daqueles personagens com seus conflitos e suas famílias conturbadas nada mais é do que um retrato fiel do ser humano.

Mas uma coisa me chamou atenção, a ”força do querer” de cada personagem feminina.  Todas sem exceção conduziram a trama com suas superações, ousadias, determinação, amor, ódio, intriga, conflitos, sexo, mentira, traição, sinceridade, enfim, tudo o que uma boa trama precisa para ser sucesso. Elas fizeram a festa desfilando com maestria sua brilhante atuação, sendo o espelho, o tapa na cara.

Às vezes somos sereias, com vontade de mergulhar livremente.

Às vezes somos cegas e por amor atravessamos as fronteiras desmedidamente.

Às vezes somos loucas e deixamos o amor e ódio caminharem lado a lado.

Às vezes e muitas vezes quando não entendemos o que está acontecendo, nos permitimos sentir todos os sentimentos ao mesmo tempo. Serve para lavar a alma e prosseguir.

Às vezes ficamos insatisfeitas com a nossa vida, mas infelizmente nos calamos e esperamos. O que? Por que? Pra que?

Às vezes derramamos lágrimas apenas por um pequeno gesto, um olhar, um sorriso… Somos um vulcão de emoções borbulhando o tempo todo.

Às vezes somos mães…

Às vezes somos filha…

Às vezes nos arriscamos até ser um pouco Glória, escrevendo nossas histórias nas páginas invisíveis do tempo.

Temos uma força que vem do ventre, que nos permite mudar o rumo da vida, é só querermos e na maioria das vezes mudança sempre trazem novos olhares, novas perspectivas e desafios. E lá vamos nós inteiras, de corpo e alma na aventura de viver cada momento intensamente.

Gratidão a Glória Perez por ter escancarado todas as essas Mulheres, gratidão a esse time feminino, que foi espelho, que nos emocionou, que nos fez rir, chorar, sentir raiva, sentir pena, sentir…

Que nesse Outubro Rosa juntas possamos ser As Mais Influentes Mulheres para nós mesmas!

Fotos: Reprodução