Miriam Freitas

Selton Mello e Matheus Nachtergaele comemoram volta ao set para filmar “O Auto da Compadecida 2”

Continuação do clássico “O Auto da Compadecida” começa a ser filmado em agosto e a estreia está prevista para 2024

Mais de vinte anos depois do sucesso que levou às telonas a peça teatral do escritor paraibano Ariano Suassuna, “O Auto da Compadecida”, os atores Selton Mello e Matheus Nachtergaele se preparam para reviver Chicó e João Grilo na continuação do longa-metragem, “O Auto da Compadecida 2”. Com estreia prevista para o ano que vem, o novo filme conta com direção de Guel Arraes, desta vez em conjunto com Flávia Lacerda. A produção é da Conspiração e da H2O Films, que também fará a distribuição.  

O Auto da Compadecida” e sua continuação refletem a celebração da cultura brasileira e colocam o cinema como espelho de um país plural e mágico em sua força criativa. A comédia dramática narra as aventuras de Chicó e João Grilo, dois amigos que vivem de golpes, enganando o povo do vilarejo onde moram.  

João Grilo e Chicó são uns presepeiros que teimam em sobreviver e, ao fazê-lo, desafiam estruturas de poder. Nada mais atual. É uma honra danada fazer parte dessa aventura que mais parece um milagre da Compadecida!”, vibra a diretora.  

Para Guel Arraes, desde o lançamento de “O Auto da Compadecida” que João Grilo e Chicó pareciam querer viver novas peripécias: “Então, pedimos licença a Ariano Suassuna para dar continuidade à história desta grande amizade”, comenta. 

As filmagens terão início em agosto e a dupla de atores celebra a volta ao terreno mágico de Suassuna: “Fazer o Chicó de novo é uma emoção gigante, que nunca imaginei reviver! Nosso time é de craques, faremos ‘O Auto 2’ à altura da grandeza do nosso filme do peito e celebrando a memória de Ariano Suassuna. O Brasil esperava e merecia este presente”, comemora Selton.

Estreia: 2024  

FICHA TÉCNICA  

Direção: Guel Arraes e Flávia Lacerda

Roteiro: Guel Arraes, Adriana Falcão e João Falcão 

Produção: Conspiração e H20 Films

Distribuição: H2O Films  

Elenco principal 

Matheus Nachtergaele (João Grilo) 

Selton Mello (Chicó)  

GUEL ARRAES| Diretor 

Cineasta e diretor da TV Globo, responsável por programas como TV Pirata, Programa legal e Comédia da vida privada, seu primeiro longa-metragem para cinema na realidade foi uma versão condensada da minissérie que dirigiu para a TV, inspirada na peça de Ariano Suassuna, “O auto da Compadecida” (2000). O filme tornou- se o campeão de bilheteria do ano, com mais de dois milhões de espectadores, e lhe rendeu o prêmio de melhor diretor no Grande Prêmio Cinema Brasil. Nascido em 1953, filho do político Miguel Arraes, viveu exilado com sua família na Argélia. Começou sua carreira em Paris, no Comitê do Filme Etnográfico dirigido por Jean Rouch, considerado um mestre do cinema-verdadeiro. Dirigiu documentários de curta-metragem em super-8 e também o média “Barbie Palace” (1979), em parceria com Ricardo Lua. Também dirigiu peças de teatro, e uma de suas montagens se transformou em seu terceiro longa-metragem, “Lisbela e o prisioneiro” (2003), adaptação do texto de Osman Lins. Desde então, concilia sua atuação como diretor de TV com a de cineasta.  

FLÁVIA LACERDA | Diretora 

Flávia Lacerda é pernambucana, nascida em Recife. Formada em Cinema e Etnologia pelas universidades de Paris 8 e Paris 7, na França. Mora no Rio desde 1998, quando fez assistência de direção no seu primeiro trabalho na Globo: “O Auto da Compadecida”. Em 20 anos de profissão, às vezes escreveu, às vezes dirigiu ou codirigiu séries, novelas e especiais, entre eles: “Sexo Frágil”, “O Programa Novo”, “Belíssima”, “Negócio da China”, “Natal do Pequeno Imperador”, “Dó-Ré-Mi- Fábrica”, “Tudo Novo de Novo”, “Clandestinos”, “Insensato Coração”, “Louco Por Elas”, “Amor Te Amo”, “Chapa Quente”, “Mister Brown”, “A Fórmula”. No cinema, recentemente codirigiu o “Grande Sertão Veredas” e deu consultoria de direção para “Medida Provisória”, “O Debate” e “Beleza da Noite”.

Por: Míriam Freitas 

Colunista Social 

Dicas de cinema