motivacional

Profissionalização: empreendedorismo cultural é tema de Workshop gratuito para quem deseja trabalhar na área Ministrado por Patricia Castro, CEO da produtora Cultural Arte e Cultura LTDA

Divulgação

Na quarta, 7 de fevereiro, acontecerá o workshop gratuito Caminho das Pedras: da Arte ao Produto Cultural, ministrado por Patricia Castro, que abordará os temas:  como conceber, formatar, inscrever e prestar contas de seus projetos junto aos órgãos públicos, legalização do proponente e do projeto, planejar orçamento, contrapartidas, a importância das políticas culturais, bem como, introdução às leis de incentivo fiscal (ISS, ICMS e Rouanet). Inscrição pelo link: bit.ly/workshopcaminhodaspedras

Essa é uma contrapartida social do projeto Palavras de Mulher, inscrito na Lei Rouanet, para ajudar os participantes a criar e produzir seus projetos, aplicar os conhecimentos adquiridos durante o workshop, organizar suas ideias, definir conceitos, estratégias, com fins de adequar e inscrever projetos em editais de fomento direto (editais de patrocínio) ou indireto (leis de incentivo fiscal).

O workshop irá não só desmistificar, como democratizar o acesso aos mecanismos de gestão, produção e empreendedorismo cultural, sob uma consultoria direcionada aos artistas, técnicos e agentes culturais, ajudando a “transformar sua ideia em produto cultural”, que possa gerar renda, para fomentar a economia criativa, fazendo com que o profissional tenha condições de viver da sua própria arte.

Patricia Castro, idealizadora da iniciativa, é gestora cultural, consultora na área de fomento a cultura, CEO da Arte Cultura e diretora executiva do projeto Palavras de Mulher, e oferece as aulas voltadas para artistas, autores, artesãos, bibliotecários, bailarinos/dançarinos, estudantes, professores, produtores, agentes culturais de grupos, coletivos e  instituições culturais, públicas ou privadas que desejam aprender  como elaborar e adequar seus projetos, prever orçamentos, contrapartidas, e também como  e onde buscar recursos para realizarem seus projetos.

Patricia conta que o ano de 2023 foi um marco na cultura inicialmente com a reconstrução do Ministério da Cultura, aprovação da Lei Paulo Gustavo (LPG), com repasse de R$ 3,8 bilhões para ações emergenciais no setor cultural em todo o país e a aprovação da Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura (PNAB), que prevê repasses anuais de R$ 3 bilhões da União aos estados e municípios para ações no setor cultural durante 5 anos. A profissional está otimista, e revela que 2024 será um ano de crescimento no setor cultural e criativo.

“Diante deste novo cenário, destaco atenção às oportunidades na área de fomento à cultura, para a formação em empreendedorismo cultural, a fim de promover o fortalecimento da cadeia produtiva cultural.  O mercado cultural movimentou R$ 230 milhões em 2020 e representou 3,1% do PIB, isto é, a soma das riquezas que o país produziu nesse período, mostrando o quanto o setor cultural necessita de fazedores e trabalhadores da cultura, capacitados para captar, gerenciar e produzir em todas as etapas do ciclo de um projeto, desde a concepção até a prestação de contas junto aos órgãos públicos. Que os interessados por esta área de trabalho, venham estar conosco, nessa troca com dicas sobre a administração do mercado artístico e do entretenimento”, finaliza.

 

Divulgação

Mais sobre Patricia Castro:

Patricia é Gestora Cultural e consultora na área de fomento há quase 30 anos. A frente da produtora cultural Arte Cultura LTDA, atua na direção, gestão, elaboração, formatação, inscrição e prestação de contas projetos culturais, em editais de patrocínio e leis de incentivo fiscal.

Com um extenso currículo, que traz MBA Gestão Cultural e Gestão Empresarial (UCAM), Bacharel em Design (UniverCidade) e Profissional Dança-DRT: 24.721 (SPD-RJ), tem assinado importantes projetos culturais, como a direção de Produção da Cia. DANÇA 3 (Andrea Raw), direção Geral do espetáculo teatral Palavras de MULHER, dentre outros que estão em período de captação. Atuou na direção de diversos segmentos culturais e equipamentos, como a gestão no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (SMC-RJ-2020/21). Direção Casa da Marquesa de Santos (FUNARJ-2017/18). Coordenação de Projetos na Biblioteca Parque Estadual (SECEC-RJ-2018/19). Gestão Cultural no Museu Internacional de Arte Naif – MIAN (2011/16). Coordenação de projetos Ecomuseu Sta. Cruz (SMC-2014/18). Coordenação de projetos RHBN (Secretaria de Cidadania / MinC – 2010/11). Analista de Cultura setores dança e artes visuais (SESC RIO-2005/09). Sua experiência profissional diversificada ampliou significativamente seu olhar sobre as necessidades da cadeia produtiva cultural, não apenas como poder público, mas também como sociedade civil. O resultado veio através do curso “Caminho das Pedras: da Arte ao Produto Cultural”, ministrado desde 2016, onde desenvolve um valioso trabalho para estimular os profissionais a entrarem na área do empreendedorismo cultural, contribuindo positivamente para o fomento da economia criativa e a difusão cultural. Neste ano ainda, Patricia pretende lançar um livro, como resultado do curso, intitulado “Guia da Arte ao Produto Cultural – Caminho das Pedras”.

Serviço:

Datas | Horário:

– 07/02/24 – das 9h às 13h (com a presença do intérprete de libras).

Inscrição:  bit.ly/workshopcaminhodaspedras

 Capacidade: 50 pessoas por oficina (100 vagas)

Carga Horária total: 8h (2 aulas com 4hs cada)

Realização: Ministério da Cultura e Arte Cultura:

www.instagram.com/arteculturacomvc

 Patrocínio: ForShip Engenharia

Informamos que os dados pessoais não serão divulgados.
*Obrigatório

Local: Biblioteca Parque Estadual (Hall da Sala Daiana Ferreira).

Endereço: Av. Pres. Vargas, 1261 – Centro, Rio de Janeiro