4.0 - MANUAL

Câncer de mama: Inovações na medicina ajudam a rastrear a doença

O câncer de mama é a patologia que mais atinge as mulheres, e é responsável por cerca de 20% das mortes por câncer. De acordo com os dados levantados pela American Cancer Society (Sociedade Americana do Câncer) 1 entre 12 mulheres irá desenvolver câncer de mama durante a vida. E mais: a incidência desta doença aumenta conforme a idade.

Um dos fatores que caracterizam um grupo de risco são de mulheres que tem antecedentes familiares de câncer de mama, especificamente em mãe e irmãs. Aproximadamente 10% da população feminina pode ser considerada alto risco para desenvolver a doença. Em contra partida, deste número, apenas 30% chega a realmente desenvolver o tumor, de acordo com uma pesquisa publicada no Journal of the American Medical Association. 

Os dados parecem assustadores e esperançosos ao mesmo tempo, mas com toda essa informação e tecnologias, é possível prevenir o câncer?

Já é possível investigar as possibilidades genéticas de desenvolver algumas doenças, inclusive o câncer. Porém, muito se debate se é correto ou não realizar este tipo de “investigação”. Ter a alteração genética não é garantia de que a paciente desenvolverá um câncer, mas sim um grande aumento das possibilidades. Assim como a cirurgia – dupla mastectomia preventiva, feita pela atriz Angelina Jolie há anos atrás – não impossibilita a doença de ressurgir. É uma alternativa que reduz as chances do câncer nas mamas em aproximadamente 90%, mas não impede que surja nas axilas e na parede torácica, por exemplo.

De acordo com o Dr. Rogério Fenile, mastologista e membro titular da Sociedade Brasileira de Mastologia, este procedimento é uma forma preventiva para as mulheres com alto índice hereditário, de histórico familiar, de desenvolver a doença. “O procedimento também é indicado para os casos em que a paciente já teve ou tem câncer em uma das mamas e retira a outra para evitar que a doença se espalhe”, explica o especialista.

Informações: Dr. Rogério Fenile
Foto: Pixabay


Quer saber mais sobre saúde, estilo de vida, famosos e moda? Acesse www.amaisinfluente.com.br