PUBLICIDADE

celebridades

Em Garrafas e Bocas, Dilsinho explora versatilidade do pagode

Dilsinho finalizou o lançamento do álbum Garrafas e Bocas nas plataformas digitais após quase três meses da estreia da primeira parte. Com 14 músicas inéditas, o projeto foi gravado em bares do Rio de Janeiro e também conta com um documentário sobre a situação dos estabelecimentos durante a pandemia.

Do lado musical, o pagodeiro trouxe inovações principalmente na parte instrumental do álbum. Consolidado como uma das melhores vozes do país, Dilsinho e a equipe trouxeram a adição de sonoridades intensas de guitarra, bateria e piano para o pagode.

“Eu sempre gosto de selecionar bem as músicas e ter certeza de quais vão estar no álbum. Esse é um passo da produção que gosto de acompanhar de perto. Em Garrafas e Bocas consegui colocar todas do jeito que eu queria. Modéstia à parte, ficou perfeito e eu tenho muito orgulho disso”, disse.

As participações escolhidas pelo artista também são bem pensadas e planejadas para compor o disco. Na faixa 90 dias, uma composição com a cara dos dois pagodeiros, Dilsinho se junta a Péricles na “realização de um sonho”.

“Eu seria um pagodeiro muito frustrado se um dia não gravasse com o Péricles. Ele é uma referência pra mim como ser humano e como artista. É uma lenda dentro do pagode, sou grato demais pela nossa parceria. Escolhi uma música romântica porque é uma marca registrada do Pericão, não podia ser outra”, comemorou.

PUBLICIDADE