PUBLICIDADE

Miriam Freitas

Orquestras de Violões do Forte de Copacabana e Shalom homenageia os 107 anos do Forte de Copacabana

No dia 02 de outubro (sábado), às 19h, as Orquestras de Violões do Forte de Copacabana e Shalom completam 10 anos fazendo apresentação gratuita no Forte, em homenagem aos 107 anos da casamata.

 Esta apresentação será realizada através do Ministério do Turismo, Tijoá Energia, Grupo Shalom e Poupex, com a direção musical de Antonio Carlos (da dupla Antônio Carlos e Jocafi), direção artística e produção de Márcia Melchior, e com arranjos e regência de Luiz Potter.

  Orquestra de Violões do Forte de Copacabana

 A OVFC, nasceu em 2011, atendendo jovens oriundos das comunidades do entorno do Forte de Copacabana, em pouco tempo, ela amadureceu e sua música ultrapassou os muros do Forte e as ruas de Copacabana atraindo jovens de outros projetos sociais e das comunidades de Piabetá, Niterói, Nova Iguaçu, Nilópolis, Duque de Caxias, Santa Cruz, Itaguai e Campo Grande.

 Talento e superação são os principais ingredientes que fazem da OVFC o sucesso que é. Suas apresentações são assistidas por um público diverso, inserindo-se pessoas de importância e poder decisório político, social, empresarial, eminentes formadores de opinião, além de concertos didáticos para escolas públicas, tendo se apresentado até em Rennes em festival de cinema na França.

 O Instituto Rudá proporcionou-lhes a cultura musical, a disciplina, a clareza e a segurança do acolhimento, oferecendo a esses talentos, habilidades e oportunidade para seguir na música e viver dela.

 A Orquestra Instrumental Violões do Forte de Copacabana traz ainda a oportunidade de profissionalização destes jovens. De forma natural, muitos deles estão criando seus grupos ou se engajando em atividades profissionais como, por exemplo, as próprias Forças Armadas.

 Como resultado de diversas apresentações do projeto, os jovens se profissionalizam em diversos projetos na cidade do Rio de Janeiro: como por exemplo: Cássia Raquel, clarinetista e cantora da Orquestra, participou como cantora na peça Beatles num Céu de Diamantes, Simonal, New York New York o Musical e Hair. Estudou Bacharelado – Canto na UFRJ.

 O Grupo Social Soul, formado por componentes da Orquestra, venceu o concurso “Vou Tocar na Estação Rio”, da Rede Globo, que buscou talentos musicais entre jovens das escolas públicas do Rio, disputando com outras seis bandas e artistas entre 500 escolas.

 Serviço

🔴O Forte de Copacabana está aberto para visitação ao público, seguindo os protocolos de segurança contra a COVID-19. 

✅Capacidade máxima: 450 pessoas simultâneas, após atingida, os visitantes deverão aguardar a saída das pessoas que já entraram.

 ✅É obrigatório passar pela triagem e usar máscara durante toda a visitação. 

 ✅Não esqueçam o cartão de vacinação ou conecte-SUS em seu celular.

 ✅Compra de ingressos somente em dinheiro. Valores: R$6,00 a inteira e R$3,00 a meia-entrada.

 ⚠️Atenção

Só poderão assistir as Orquestras Violões do Forte e Shalom o público que estiver entre as 450 pessoas dentro do Forte. É a capacidade máxima permitida, e mesmo assim com distanciamento e uso da máscara.

Por :Míriam Freitas

Colunista Social 

Rio de Janeiro

PUBLICIDADE