PUBLICIDADE

Miriam Freitas

Miriam Freitas: Chef Erick Jacquin: O sabor da culinária francesa no Brasil

Erick Jacquin é um chef de cozinha francês,  naturalizado brasileiro, que atua na América Latina. Tornou-se mais conhecido após entrar como jurado no talent show MasterChef, transmitido no Brasil pela Rede Bandeirantes e pelo Discovery Home & Health. Um dos jurados do programa de culinária “MasterChef Brasil”, exibido pela Band desde 2014. Nasceu em 1964, em Dun Sur Auron, uma pequena e tradicional cidade do Departamento de Cher, no centro da França, perto do Vale do Loire.

Após fazer curso na Escola de Hotelaria, Erick seguiu para Paris e por lá trabalhou em vários restaurantes franceses renomados. Chegou ao Brasil em 1995 após comandar o restaurante Au Comte de Gascogne, em Paris. No país, foi chef do restaurante Le Coq Hardy, em São Paulo, e acabou sendo eleito chef do ano diversas vezes.

Em 1999, Jacquin inaugurou o Café Antique, considerado o melhor restaurante Francês no mesmo ano. Em 2004, abriu o restaurante La Brasserie Erick Jacquin, também em São Paulo. Em 2013, o chef passou a se dedicar em eventos e palestras através da empresa Erick Jacquin Événement.

Atualmente, atua como chef responsável pela cozinha do Tartar & Co e como chef consultor do La Cocotte Bistrot, além de ser responsável pela gastronomia do Restaurante La Brasserie de la Mer, em Ponta Negra, em Natal, no Rio Grande do Norte.

Em dezembro de 1998, Erick foi nomeado Maître Cuisinier de France (a mais alta honraria da Gastronomia Francesa). Ele foi o primeiro chef francês a receber esse título no Brasil e na América do Sul.

Há mais de sete anos, Jacquin prometeu que nunca mais abriria um restaurante quando o seu La Brasserie declarou falência. A promessa não se cumpriu e hoje o chef de cozinha e jurado do Masterchef toca quatro estabelecimentos, todos localizados na cidade de São Paulo, onde o francês naturalizado brasileiro traz toda sua experiência na cozinha.

O restaurante Président, inaugurado em 2019, traz pratos da alta gastronomia francesa contemporânea. O menu com robalo no vapor com manteiga e limão sciliano, além do filé mignon Chateaubriand ao molho Porto e carré de cordeiro assado com cenoura na manteiga e hortelã. Uma das opções de sobremesa é o famoso petit gâteau de chocolate quente, sobremesa essa que o próprio Jacquin popularizou no Brasil, ainda na década de 90.

Outro restaurante comandado pelo chef é o Ça-Va, também na cidade de São Paulo. Nele, a culinária francesa também impera, a diferença é que aqui a aposta são pratos mais clássicos e mais acessíveis quando comparados ao Président. Frango orgânico assado ao forno com purê de batata e filé mignon com molho à escolha, salada verde e batata frita da casa, estão entre os pratos principais. O petit gâteau também dá as caras, dessa vez com sorvete de baunilha, assim como o crème brûlée

Dentro do Ça-Va, funciona também o Jô Jô Gastrô, uma aposta do chef francês no delivery e drive-thru. Ravióli de coelho, boeuf bourguignon e pato com champignon ao molho de vinho são algumas das opções encontradas 

A poucos passos do Président, na rua da Consolação, nos Jardins,  Lvtetia (com “v” mesmo) é sua quarta casa na cidade (há ainda o bistrô Ça-Va e o Buteco do Jacquin).

Lvtetia é quarta casa do chef Erick Jacquin

Já tive que vender o almoço para fazer o jantar. Eu pegava gelo no posto de gasolina, comprava o vinho no empório da frente com o cartão de crédito do sommelier, o meu era para pagar o transporte dos funcionários.”

Em tempos de fama, porém, a cozinha é um luxo – no caso da cozinha aberta do Président, é também um dos cenários mais disputados de fotos do Instagram: “Muita gente vem dividir um prato, um petit gâteau só pra fazer uma foto. Tudo bem, desde que paguem o serviço dos garçons. O que não dá é para às 6 da manhã no aeroporto pedirem para segurar a minha bochecha, ou me pedirem para desligar o telefone para fazer uma selfie na rua”.

 Dica: estando em São Paulo não deixe de conhecer!!

Bon appétit!”

Por: Míriam Freitas 

Colunista Social 

PUBLICIDADE