PUBLICIDADE

carreira

Na França, ignorar e-mails do trabalho fora do expediente é lei

Você chega em casa depois de um longo dia de trabalho. Toma banho, coloca uma roupa confortável, calça seus chinelos, senta no sofá e… chega um e-mail do seu chefe no celular. Ou uma mensagem no WhatsApp, ou até mesmo um telefonema. Se você acha que, em uma situação dessas, é errado ignorar, saiba que na França, a partir desse ano não responder ou não atender é direito do trabalhador.

O chamado “direito à desconexão” entrou em vigor no país em 1º de janeiro de 2017, e diz que empresas com mais de 50 funcionários devem definir quais são os horários fora da jornada de trabalho em que os trabalhadores podem ignorar e-mails e mensagens.

No país, a lei trabalhista já garante um limite de 35 horas de trabalho por semana, além de férias generosas. A nova medida é bem-vinda mesmo assim: em um tempo em que os limites entre trabalho e vida pessoal não parecem tão claros quanto antigamente, é sempre bom admitir que precisamos de descanso – e, muito além disso, tê-lo garantido pela lei.