PUBLICIDADE

Miriam Freitas

Tierry lança clipe de “Lá ele”

Manoel do Caneta Azul brilha em cena

Sempre com letras divertidas e que trazem o cotidiano das pessoas, como é o caso de “Rita”, “Cabeça Branca” e “Cracudo”, Tierry apresentou dia 13 de janeiro, o clipe de “ ele”. A música, que já é sucesso nas plataformas digitais, traz título com gíria baiana e fala sobre as desvantagens de ser amante. Em cena, o próprio artista com Manoel Gomes, sim aquele mesmo que cantou em seus versos: “caneta azul, azul caneta”.

Sendo assim, o roteiro, assinado por Tierry promete uma história divertida e recheada de “tierrismo” (música com termos populares e pitorescos com destaque para imagens que rebuscam nas cores e alegria de ser baiano). O clipe foi gravado na casa do anfitrião, em Salvador, e traz o cantor atuando ao lado de Manoel e da modelo Mikaelly Amorim. Em cena, Manoel é o patrão de Tierry e tem a esposa bem “gostosona” que fica encantada por Tierry e ele também sente atração por ela, mas não ficam juntos e soltam sempre um “Lá ele” para salvar.

Essa música vem como um canhão. Creio que será a música do Carnaval. A galera se identifica por ser tão divertida e atual”, reforça Tierry. A letra justifica: “Eu quis dar pra você!/ Lá ele/ Todo o meu amor/ Mas ela só me quis como amante!/ Lá ele/ Ainda mete por trás desse pobre rapaz/ Que garante, lá ele/ Que esse corpo gostoso é só dele e de mais ninguém.”

Com a promessa de virar hit do verão, a exemplo de tantas canções do artista,  “ ele” quer dizer “Deus me livre”,Tô fora” ou “Deus é mais”. E Tierry explica:  

Geralmente, o “Lá ele” é usado por baianos para se livrar de frases embaraçosas de duplo sentido que podem ferir a sua masculinidade. Só que a resenha virou unissex! Todo mundo brinca usando o “Lá ele”. Exemplo: “Eu quis dar para você”, Viva a Bahia

“Com certeza mais um sucesso de Tierry chegando para todos seus fãs”

Por: Míriam Freitas 

Colunista Social