PUBLICIDADE

1.0 - FAMOSOS

Fernanda Gentil revela que já sofreu machismo quando cobria futebol

A jornalista afirmou que era xingada e assediada quando entrevistava jogadores no gramado

Em participação no programa Altas Horas, da Rede Globo, no último sábado (21), a apresentadora Fernanda Gentil, disse que já sofreu machismo quando era repórter de campo em partidas de futebol. Mas, apenas anos depois entendeu o que ocorria.

“Hoje eu entendo que era machismo, na época eu não computava isso. Você cruza o campo para falar com o jogador; se o time está ganhando, a torcida grita ‘gostosa’, se está perdendo, é ‘piranha’. De um segundo para o outro tudo muda”, contou a jornalista.

Perguntada sobre como foi entrar em um mundo predominantemente masculino, Fernanda explicou que foi um sonho e um processo natural.

“Foi natural, eu nunca me liguei nisso”, respondeu. “Era um sonho que eu precisava, por mim acima de qualquer pessoa, realizar. Foi muito difícil, suei muito, passei por muita coisa até chegar lá e não era isso que ia me desmotivar”, continuou.

Para a apresentadora, o meio jornalístico esportivo não é machista. “Eu nunca sofri machismo lá dentro, mas vejo hoje em dia acontecendo, acho que bem menos do que antigamente e acho que, se a rede social tem um lado bom, tem sim essa vitrine, essa transparência que a gente pode se informar e saber dos absurdos que acontecem”, afirmou.

E fez uma ressalva caso não tenha percebido momento como esse no meio jornal: “se talvez, em algum momento, tenha sofrido não computei, estava muito focada em realizar o meu sonho, em fazer meu trabalho, garantir o que eu queria“.

PUBLICIDADE