PUBLICIDADE

maquiagem

Priscila Santos traz dicas de maquiagem para peles negras

Para ela, ainda é um desafio encontrar os produtos ideais para esse tom de pele

Com a maquiagem, a gente consegue mudar um pouco o visual de sempre, atenuar certas imperfeições aqui e ali, e até mesmo elevar a autoestima: afinal, todas gostam de se sentir bonitas e confiantes. Para a influenciadora Priscila Santos não é diferente.

Ela adora passar uma make básica, sem muitos produtos. “Particularmente, me sinto bem de maquiagem e faz parte da autoconfiança da mulher. Sem querer generalizar, é claro”, ela diz.

No dia a dia, sua produção inclui apenas o básico: corretivo, uma base de leve, blush e gloss, para finalizar. “Sou do estilo mais básico. Apesar de sempre estar de make, gosto do mínimo”, conta. Ela deixa a maquiagem mais carregada para ocasiões especiais.

“Em festas, em eventos mais sofisticados, eu costumo investir mais no olhar, no contorno da pele, que na correria da rotina não dá pra fazer. A gente capricha no reboco”, brinca a influencer.

Cada pessoa tem um rosto diferente e traços diversos que deseja destacar, mas algumas dicas são certeiras para qualquer maquiagem, como hidratar o rosto antes de aplicar os produtos e escolher o tom certo da base e corretivo. No entanto, para quem é negra, ter acesso aos itens corretos para as tonalidades diversas da pele ainda é um desafio. Priscila afirma:

“Ainda é um dilema. Nós, negros, temos muita dificuldade de encontrar produtos que se encaixem na nossa cor de pele. Com alguns, a gente fica com a pele meio amarelada; com outros, meio acinzentada. Realmente temos poucas opções de qualidade disponíveis a preço acessível. Então, não é raro errar no tom, porque não é toda maquiagem que serve“, aponta.

Para escolher os produtinhos perfeitos, é necessário seguir algumas dicas. Uma delas é observar qual é o seu subtom. “Pode ser quente, frio ou neutro. Enquanto a base precisa seguir estritamente essa cor, o corretivo pode ser de um tom mais claro, desde que tenha o mesmo subtom que a sua pele”, explica.

O jeito é ir testando diversos produtos, de inúmeras tonalidades. “Não sou muito fã de misturar, pois acredito que a qualidade dos produtos se perde, então prefiro encontrar a cor ideal. Também sempre faço esse teste em ambientes bem iluminados, onde consigo ter uma visibilidade melhor da tonalidade que ficou na pele”, acrescenta.

Além da base e do corretivo, o batom nude também é um capítulo à parte na maquiagem para mulheres negras. A recomendação é escolher o tom de acordo com a cor dos lábios.

“O batom nude é ideal para o cotidiano, já que dá vida aos lábios sem deixar a maquiagem muito marcante. Evitando as tonalidades claras demais, que deixam o resultado nada natural. O caramelo, café e terracota são boas opções para dar um efeito incrível”, completa Priscila.

PUBLICIDADE