PUBLICIDADE

1.0 - FAMOSOS

A apresentadora Xuxa diz que vida sexual com Junno melhorou após virar vegana

Xuxa Meneghel está lançando o livro biográfico Memórias e aproveitou para promover algumas histórias. A loira participou de uma live no Instagram da Globo Livros, editora que lança a obra, e abriu o coração.

Na entrevista, a Rainha dos Baixinhos conversou sobre a mudança na vida após adotar o veganismo. Segundo conta, até a vida sexual melhorou após deixar de comer produtos de origem animal. “Se era bom, agora a gente entrou no paraíso, porque o negócio é muito bom. Vamos falar claro com as pessoas: tudo melhora”, contou a loira, que está com 57 anos e é casada com o cantor Junno Andrade.

“Eu já tinha muita vitalidade, dobrou. Três, quatro horas (da manhã) e a gente querendo”, brincou Xuxa.

Segundo a loira, ela decidiu virar vegana em defesa dos animais. Xuxa conta que a diferença foi notada no corpo. “A barriga desincha. Eu me alimentava pouco porque não gostava muito das comidas que eram veganas – hoje eu amo. Mas ficava inchada e não era só a barriga, era o corpo todo. E uma das primeiras coisas que nós notamos foi uma melhora na pele absurda”, disse a apresentadora.

“A gente acabou se fazer exame de sangue agora e está tudo muito bom, os hormônios melhores… Não é à toa que triatletas estão virando veganos, o Arnold Schwarzenegger…”, disse. “A gente não precisa ingerir proteína animal. Se o boi come a proteína que vem do verde, vamos direto para a fonte que a gente tira as toxinas, os antibióticos, os hormônios e também o sofrimento deles”, avalia.

A apresentadora conta que, mesmo antes de virar vegana, já adotava uma dieta vegetariana. “Falava ‘que dó’ quando eu via Junno dando comida para os peixes. O veganismo veio tarde para mim, poderia ter começado muito mais cedo se eu tivesse as informações que tenho hoje: os documentários, as pessoas que eu sigo”.

A apresentadora ainda acredita ser hipocrisia defender os animais, mas dar carne aos filhos. “Como o responsável fala para uma criança ‘meu amor, vamos comer um peixinho’, e você acabou de ver o desenho do Nemo? Será que a mãe vai falar que aquilo é o Nemo, que vai comer a Peppa Pig ou que nuggets é a Galinha Pintadinha? Se mãe não falar é hipocrisia”, critica.

“Eu já li a Bíblia de cabo a rabo e não tem isso [defesa da alimentação com carne]. Uma das coisas mais bonitas que Jesus disse foi ‘não matarás’. Se Ele fez os bichinhos para conviver com a gente, vamos respeitar”, diz.

Além disso, a loira critica zoológicos, por exemplo. “Eu mesma já levei minha filha em lugares para ver golfinhos e não sei o quê. É um sofrimento tão grande, o estresse que esses bichos passam em um lugar tão apertado… Até entendo quem vai, já fiz isso. Mas a gente não pode mais fazer isso, a gente escraviza esses bichos sem terem feito nada. A morte é um prêmio para eles depois de tanta dor e sofrimento”, desabafou.

Por: Metrópoles

PUBLICIDADE