PUBLICIDADE

1.0 - FAMOSOS

Por não conseguir trabalho na TV, Evandro Santo, ex-Pânico, vende bolsas de grife

O humorista Evandro Santo, de 45 anos, que ficou muito famoso ao integrar o programa de humor ‘Pânico na TV’, está passando por uma situação financeira complicada devido a pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao site Notícias da TV, Santo falou sobre sua agenda de shows que foi cancelada e, que por não conseguir trabalho na televisão, teve que vender bolsas de grife

“Vendi bolsas Louis Vuitton e Chanel. Minha terapeuta me indicou um brechó de uma amiga, fui lá e vendi”, contou ele para o veículo.

Como forma de ganhar uma grana, Evandro  usa as suas redes sociais para anunciar seu trabalho humorístico em shows de stand-up, faz presenças vips, eventos corporativos, festas e até casamentos se o contratante assim desejar. “O que aconteceu foi que eu tinha 20 shows marcados que caíram. Falei: ‘Meu Deus, o que vou fazer da minha vida?’”, disse.

Após ter o incentivo de uma amiga, ele se livrou de  boa parte de sua coleção de bolsas e acessórios de grife. “Não fez falta. Na boa? Vendi muita coisa que não fazia mais sentido para mim”, explica. “Estou no essencial. Acho que é um exercício sem volta. Foi uma fase mágica, de deslumbre. Claro que tenho minhas coisas, mas para que dez bolsas? Malas? Doei tudo ou vendi. Hoje, ajudo projetos LGBTQ+”.

Evandro não diz o valor que faturou com a venda de seus itens pessoais, mas conta que vendeu por um preço camarada. “Acho que uma coisa atrai a outra. Você tem que abrir a gaveta! Aí começou a surgir um monte de trabalho online. Comecei a fazer lives pagas, IGTVs (aplicativo de vídeo do Instagram) pagos, festas no Zoom (serviço de conferência remota). Comecei a fazer muita coisa online e me reinventar”, disse ele.

Por: Isto é gente

PUBLICIDADE