PUBLICIDADE

motivacional

Projeto estimula a reflexão sobre o modo de produção da moda

As roupas do seu armário foram feitas por alguém, e nessa questão que o movimento Fashion Revolution busca levantar discussões e a reflexão. O inicio dessa ideia começou em 2014, quando ocorreu o desabamento do edifício Rana Plaza, em Blangadesh, no qual morreram mil pessoas.

O lugar era a sede de diversas fábricas da indústria têxtil do país. Pelo desconhecimento de quem produz as peças, do quanto é pago a este trabalho e quais são as condições submetidas aos funcionários, o movimento promove debates em mais de 80 países.

Há também uma campanha online, que permite com o uso da hastag #whomademyclothes (#quemfezminhasroupas), pessoas postem fotos da etiqueta da peça e pergunte a marca quem a fabricou.

Entre as adeptas ao Fashion Revolution, a estilista Stella McCartney é uma delas. O projeto programa a sua terceira edição com 15 eventos espalhados pelas cidades. As informações podem ser encontradas no site fashionrevolution.org .

PUBLICIDADE