PUBLICIDADE

tendência

Rotina de beleza masculina: Benjamin Cano fala sobre preconceitos e tabus ligados a esse universo

Os homens estão incorporando cada vez mais técnicas de cuidados pessoais no seu dia a dia, por perceberem que essa prática está ligada à saúde masculina, e não apenas à beleza.

De acordo com um relatório da Research & Markets7, revelado pela Revista Forbes, o mercado global de beleza masculina movimentou aproximadamente US$ 57 bilhões em 2017, e prevê ultrapassar a marca dos US$ 78 bilhões em 2023. No Brasil, segundo a Euromonitor, as vendas de produtos de beleza para homens cresceram 70% entre os anos de 2012 e 2017.

Mas acontece que esse público ainda enfrenta uma série de problemas, como por exemplo o preconceito, ao adotar técnicas de skincare e grooming na sua rotina. O apresentador e empresário francês Benjamin Cano revelou que têm uma rotina de cuidados intensa e afirmou que, no Brasil, ainda existe um atraso em relação a esse universo.

“Sempre fui muito vaidoso. Já tinha uma rotina de cuidados básicos com o corpo, mas com o passar dos anos, intensifiquei essas práticas. Porém, sinto que o Brasil ainda vive um certo atraso em relação à questão, principalmente quando estamos falando de homens cisgêneros e heterossexuais. Há ainda uma série de tabus que tentam reforçar a ideia de que o autocuidado é exclusivo do público feminino”, aponta.

Benjamin falou que, apesar do tabu ao redor da beleza masculina, marcas especializadas e homens que falam abertamente do assunto têm mudado essa cultura.

“A gente tem percebido que há um movimento crescente no Brasil que visa quebrar esses tabus e reforçar a importância do self care por parte dos homens. Já vemos muitas marcas de cosméticos começarem a oferecer produtos para esse público. Além disso, muitos homens estão falando abertamente que têm uma rotina de cuidados, como cantores, atores e até atletas. Acredito que é um começo”, disse Benjamin.

O empresário francês também comentou sobre um assunto polêmico: o uso de maquiagem por homens. Ele afirmou que a make pode oferecer um bom resultado para o público masculino.

“O único problema relacionado entre o uso de maquiagem por homens é o preconceito, por questões culturais, de falta de conhecimento e técnica. Isso porque ela serve para deixar o visual mais harmônico, natural e simétrico. A maioria das justificativas usadas para não usar tais produtos geralmente se resumem a ‘isso é coisa de mulher'”, defende.

Créditos: Divulgação/Instagram

PUBLICIDADE